Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Alemanha investiga envios misteriosos de pacotes armadilhados para empresas

A Alemanha está a enfrentar uma misteriosa série de envios de pacotes e cartas armadilhadas para empresas, uma das quais explodiu ferindo três pessoas, anunciaram hoje as autoridades locais.

Lusa 19 de Fevereiro de 2021 às 13:44
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A mais recente foi um pacote armadilhado descoberto e desarmado num centro de distribuição dos correios no aeroporto de Munique, no sul da Alemanha.

A remessa estava endereçada à empresa Hipp, uma fabricante de alimentos para bebés da Baviera, disse hoje a polícia local.

Esta descoberta eleva para três o número de remessas ou tentativas de envio de pacotes ou cartas armadilhadas nos últimos dias na Alemanha.

A explosão de um pacote armadilhado feriu três pessoas que trabalhavam num centro administrativo do gigante de distribuição alemão Lidl, na quarta-feira.

Duas pessoas ficaram "levemente feridas" e a terceira "seriamente ferida" na explosão em Neckarsulm, perto de Estugarda, em Baden-Württemberg, no sudoeste da Alemanha. Todos já tiveram alta do hospital.

Uma terceira encomenda, um pacote endereçado a um fabricante de bebidas em Eppelheim, localizado também na região de Baden-Würtemberg (sudoeste), causou menos danos, com o funcionário que abriu o pacote a ficar apenas assustado com a leve explosão.

"Podemos supor que haja uma ligação entre esses três casos", disse Stefanie Hinz, chefe da polícia regional, responsável pela investigação dos três casos.

Além de visar as empresas ligadas ao setor de alimentos, essas remessas têm a característica comum de terem sido enviadas por remetentes fictícios, segundo os investigadores.

Nenhuma reivindicação foi feita até ao momento, especificamente à polícia, que colocou uma centena de investigadores no caso, responsáveis em particular por analisar possíveis casos antigos.

A federação das indústrias de alimentos apela aos seus membros para que sejam extremamente vigilantes, principalmente ao receber embalagens.

As agências de correios devem relatar itens sem um remetente identificado ou que considerem suspeitos.
Ver comentários
Outras Notícias