Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Alemanha opõe-se a dividir apoio à Grécia em duas decisões

A Alemanha quer que os ministros das Finanças da Zona Euro considerem a aprovação do empréstimo da troika à Grécia e o perdão da dívida em simultâneo, na próxima reunião do Eurogrupo de segunda-feira.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 17 de Fevereiro de 2012 às 09:30
  • Partilhar artigo
  • 2
  • ...
Os responsáveis das Finanças da Zona Euro preparam-se para decidir sobre o pacote de ajuda à Grécia, que consiste num empréstimo de 130 mil milhões de euros a Atenas e na redução do valor da dívida do país em 100 mil milhões de euros, numa operação de troca de títulos, que conta com a participação dos privados.

O Governo liderado por Angela Merkel opõe-se à hipótese de dividir a aprovação do apoio à Grécia em duas decisões. Neste caso, a reunião do Eurogrupo da próxima segunda-feira serviria para decidir sobre a operação de redução da dívida enquanto mais tarde é que decidiriam sobre o empréstimo ao país.

Três responsáveis políticos alemães disseram à Bloomberg que se a Grécia cumprir as condições para receber ajudar, o pacote de financiamento e a operação de troca das obrigações soberanas deverão ser aprovadas já na segunda-feira.

Uma intenção que contraria a hipótese que emergiu durante a última reunião de ministros das Finanças da Zona Euro, que reuniram no dia 15 por vídeo-conferência, devido a divergêcias sobre a forma de reduzir o fardo da dívida grega e reforçar o controlo sobre a Grécia.

Neste cenário, na reunião marcada para o próximo dia 20, o Eurogrupo estaria limitado a aprovar a operação de troca com vista a reduzir o fardo da dívida da Grécia e teria de adiar a decisão relativa ao empréstimo de 130 mil milhões de euros à Grécia.

“Esperamos que os gregos estejam à altura das suas responsabilidades”, disse ontem o ministro-adjunto das Finanças, Steffen Kampeter, a um grupo de advogados, segundo a Bloomberg. “Na próxima segunda-feira veremos se a Grécia cumpre as condições ou se seremos forçados a perseguir outro curso de acção”, disse.
Ver comentários
Saber mais Grécia Alemanha 130 ajuda externa FMI BCE UE Atenas
Outras Notícias