Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Alemanha revê em baixa estimativas de crescimento para 2006 para 1,2%

O Governo alemão reviu em baixa as estimativas de crescimento para a maior economia da Europa em 2006 uma vez que espera custos de energia consecutivamente elevados e que o desemprego prejudique os gastos de consumo.

Negócios negocios@negocios.pt 21 de Outubro de 2005 às 12:50

O Governo alemão reviu em baixa as estimativas de crescimento para a maior economia da Europa em 2006 uma vez que espera custos de energia consecutivamente elevados e que o desemprego prejudique os gastos de consumo.

O Produto Interno Bruto (PIB) alemão vai crescer 1,2% no próximo ano em detrimento das anteriores previsões que apontavam para uma expansão de 1,6%, anunciou hoje o Ministério da Economia e do Trabalho. Para além disso também diminuiu as estimativas de crescimento deste ano para 0,8% de 1%.

«A recuperação económica deverá ser travada no próximo ano, nomeadamente no primeiro semestre, como resultado da valorização dos preços do petróleo», segundo o mesmo ministério, acrescentando que o desemprego vai cair «ligeiramente».

As piores previsões de crescimento aumentam a pressão na chanceler Angela Merkel e Peer Steinbrueck, o seu futuro ministro das Finanças, para reduzir os gastos do Estado e diminuir o défice orçamental que vai violar o limite imposto pela União Europeia pelo quarto ano consecutivo em 2005.

Outras Notícias
Publicidade
C•Studio