Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Andrew Bailey será o novo governador do Banco de Inglaterra a partir de março

Carney está de saída do Banco de Inglaterra: no próximo mês de março, Andrew Bailey será o seu substituto no cargo.

Negócios com Bloomberg 20 de Dezembro de 2019 às 10:05
  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...

O Governo britânico escolheu Andrew Bailey, atual responsável pela autoridade de supervisão financeira britânica, para assumir o cargo de governador do banco central, já a partir do próximo mês de março.

Dia 16 de março do próximo ano, sai Mark Carney, entra Andrew Bailey. Carney tinha saída marcada para dia 31 de janeiro, já depois de três prolongamentos do mandato, que se estendeu de forma a reduzir a instabilidade em período de grande indefinição em relação ao Brexit. O dia 31 de janeiro é, agora, também a data prevista para a saída do Reino Unido da União Europeia. 

Numa altura em que as eleições entregaram a maioria dos assentos parlamentares aos Conservadores, a substituição, finalmente, avançou. Ao contrário de Carney, Bailey concordou em assumir um mandato durante oito anos.

A opção por Bailey deixa de parte outros prováveis candidatos, como a muito falada Minouche Shafik. Caso tivesse sido a escolhida, esta seria a primeira vez, nos 300 anos de história do Banco de Inglaterra, que a instituição seria presidida por uma mulher. Shriti Vadera, a diretora-geral do Santander no Reino Unido; e antigos ou atuais membros do Banco de Inglaterra, como Ben Broadbent, Jon Cunliffe e Paul Tucker também estavam na lista de potenciais substitutos de Carney.

Nascido a 30 de março de 1959, Bailey tem 60 anos. Foi vice-governador do Banco de Inglaterra entre abril de 2013 e julho de 2016. A 1 de julho de 2016, Bailey assumiu o cargo de presidente executivo da Autoridade de Conduta Financeira (FCA - Financial Conduct Authority) do Reino Unido, função que ainda ocupa.

Ver comentários
Saber mais Andrew Bailey Banco de Inglaterra Governo Mark Carney Bailey Reino Unido economia negócios e finanças política banco central economia (geral) governo (sistema)
Outras Notícias