Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

António Mendonça: Transportes vivem "reforma estrutural"

O novo troço ferroviário que liga Grândola a Alcácer do Sal, hoje inaugurado, foi considerado pelo ministro das Obras Públicas como uma obra que se insere na reforma estrutural que se está a registar na área dos transportes em Portugal.

Lusa 19 de Dezembro de 2010 às 16:47
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
O ministro das Obras Públicas, Transportes e Comunicações afirmou hoje que está em curso uma "reforma estrutural" na área dos transportes. António Mendonça fez estas declarações na inauguração do novo troço ferroviário Grândola/Alcácer do Sal, um investimento de 160 milhões de euros.



"É uma obra que se insere numa reforma estrutural dos transportes que visa promover a racionalidade/sustentabilidade do sector, mas também a competitividade da economia e o crescimento económico do País", disse o ministro.

Segundo António Mendonça, a nova variante ferroviária entre Alcácer do Sal e Grândola vai permitir maior comodidade para os passageiros e uma melhoria substancial nas ligações com o sul, particularmente com Faro, com uma redução de tempo de 10 minutos.

Mas o mais importante, segundo o ministro dos Transportes, é que se trata de uma obra que se insere num projecto mais vasto, de articulação do porto de Sines com a plataforma logística do Poceirão e daí com a ligação ao sector ferroviário espanhol e ao resto da Europa, no âmbito de um projecto global que vai permitir articular o porto de Sines, Algeciras e Madrid.

"É uma obra que se insere também dentro da preocupação fundamental do governo de facilitar o caminho para a exportação de mercadorias para a Europa e vai favorecer toda a área de influência do porto de Sines, em articulação com plataforma logística do Poceirão e com os portos de Setúbal e de Lisboa", frisou António Mendonça.

Antes da intervenção do ministro António Mendonça, o presidente da REFER, Luís Pardal, disse que o novo troço ferroviário Alcácer/Grândola vai integrar a futura linha entre Sines e Évora, sendo que o troço Bombel/Casa Branca/Évora, deverá estar concluído em Maio de 2011.

Esta linha, construída em bitola ibérica mas já preparada para ser convertida para bitola europeia, vai permitir a ligação à ferrovia espanhola quando for construído o troço do TGV Poceirão/Caia, que inclui, na mesma plataforma, uma terceira via para o transporte de mercadorias.
Ver comentários
Saber mais ferrovia tgv refer
Outras Notícias