Política António Costa foi à bancada do PSD cumprimentar Fernando Negrão

António Costa foi à bancada do PSD cumprimentar Fernando Negrão

O debate quinzenal na Assembleia da República acabou cerca das 17:00, mas o primeiro-ministro desceu da bancada do Governo para falar, descontraído, com o novo líder parlamentar do PSD, Fernando Negrão.
António Costa foi à bancada do PSD cumprimentar Fernando Negrão
Lusa
Lusa 28 de fevereiro de 2018 às 18:24

Antes de chegar à bancada social-democrata, que fica em frente à do Governo, António Costa falou com a coordenadora do BE, Catarina Martins, com o líder parlamentar do PCP, João Oliveira, e com Fernando Negrão.

 

No final de um debate menos tenso do que outros, com anteriores lideranças da bancada do PSD, de Hugo Soares ou Luís Montenegro, o primeiro-ministro trocou breves palavras com Fernando Negrão, que cumprimentou com um abraço.

 

Tudo isto prolongou-se por cerca de dez minutos, antes de António Costa aproveitar para falar demoradamente, nos Passos Perdidos, o espaço em frente a uma das entradas para o hemiciclo, com o presidente da Assembleia da República, Ferro Rodrigues, o ministro da Agricultura, Capoulas Santos, e o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva.

 

À espera de Fernando Negrão, à porta da sala da direcção do PSD, estavam os jornalistas, que queriam um comentário ao debate.

 

"Sinto que cumpri o meu dever", afirmou o novo líder parlamentar do PSD, interpretando as palmas dos deputados como um sinal de união e apaziguamento.

 

E sintetizou, lembrando que quinta-feira há reunião da bancada: "A vida parlamentar decorre com toda a normalidade."

 

À saída, os deputados evitaram fazer comentários à prestação de Fernando Negrão na sua estreia como líder parlamentar em debates quinzenais.

 

A excepção foi Paula Teixeira da Cruz, a deputada que considerou que Fernando Negrão não estava legitimado com a votação que teve (35 votos a favor, 32 em branco e 21 nulos).

 

"Temos que estar atentos, preocupados com o que se passa no país. Todos, no PSD, somos poucos para fazer uma oposição real", afirmou.

 




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Anónimo 01.03.2018

Acho muito bem que o tivesse feito porque acima de tudo está a educação.Desejo que o Dr Fernando Negrão tenha sucesso porque até gosto da sua postura.

Anónimo 28.02.2018

Há muito tempo que não se viam estas imagens na vida dos políticos portugueses.

Camponio da beira 28.02.2018

São adversários politicos, não são inimigos e a boa educação fica bem em todo o lado.

pub