Impostos António Costa promete desagravamento no IRS na próxima legislatura

António Costa promete desagravamento no IRS na próxima legislatura

O primeiro-ministro, que se vai recandidatar, prometeu um desagravamento do IRS para a classe média e para quem tem mais filhos.
António Costa promete desagravamento no IRS na próxima legislatura
EPA
Negócios 19 de julho de 2019 às 10:01
O primeiro-ministro anunciou esta sexta-feira, 19 de julho, que o programa do Partido Socialista contará com medidas para desagravar os impostos para a classe média e os cidadãos com filhos. O PS apresentará o seu programa este sábado.

"Na próxima legislatura vamos continuar a aumentar a progressividade do IRS", garantiu António Costa em entrevista à Rádio Observador. O líder do PS promete assim criar mais escalões, desdobrando-os, para "reduzir a tributação sobre a classe média", caso seja eleito a 6 de outubro.

Além disso, o candidato socialista anunciou que quer "aumentar as deduções relativamente aos filhos em função do número de filhos". Este desagravamento de impostos aumentará em função do número de filhos e não terá em conta o rendimento dos agregados familiares. 

Para António Costa esta é uma "medida muito importante para apoiar as jovens famílias", de forma a desencadear uma "inversão da trajetória demográfica que é particularmente negativa" em Portugal. 

Acresce que o Governo pretende incorporar no abono de família o "cheque de creche" na próxima legislatura de forma a "apoiar o financiamento das creches na primeira infância", disse Costa.

Outra das prioridades do próximo Governo, caso seja socialista, passa pela valorização da massa cinzenta do Estado seja com contratações sejam com valorizações salariais, de forma a que o setor público não fique atrás do setor privado. Costa assinalou que os Ministérios estão "muito depauperados" ao nível dos gabinetes técnicos.

António Costa prometeu também retomar a regularidade da atualização anual dos salários da função pública.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI