Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

António Saraiva: “não sei de um dia não teremos de fazer uma manifestação”

O presidente da CIP – Confederação Empresarial de Portugal, avisa que há linhas vermelhas que o Governo não pode ultrapassar se quiser levar a bom porto a concertação social. António Saraiva aponta o banco de horas individual e o aumento dos dias de férias como duas matérias em que a CIP não vai ceder.

A carregar o vídeo ...
  • Assine já 1€/1 mês
  • 29
  • ...

"Não sei se um dia não teremos de fazer uma manifestação porque há questões que são da sobrevivência das empresas. Nós estamos a lutar para manter o tecido empresarial vivo", adianta António Saraiva na entrevista "Conversa Capital", uma parceria entre a Antena 1 e o Negócios, que pode ler na íntegra esta segunda-feira, 3 de Outubro.

O líder da CIP lembra que logo depois de tomar posse este Governo tomou decisões como a de mexer nos feriados e em repor as 35 horas na administração pública e diz que os patrões combaterão medidas como aquelas que estão agora a ser referidas.

Apesar destas divergências, António saraiva acredita que é possível um acordo em sede de concertação social e está disposto a discutir o salário mínimo caso o Governo se comprometa a não fazer mais reversões na legislação laboral.

 

Ver comentários
Saber mais António Saraiva CIP Antena 1 Conversa Capital Negócios economia empresas
Outras Notícias