Obrigações Arábia Saudita junta-se ao clube dos países que têm de emitir dívida

Arábia Saudita junta-se ao clube dos países que têm de emitir dívida

A queda das receitas petrolíferas levou Riade a recorrer a um consórcio de bancos internacionais para se financiar em dez mil milhões de dólares.
Arábia Saudita junta-se ao clube dos países que têm de emitir dívida
Negócios com Bloomberg 20 de abril de 2016 às 14:53

Os cofres da Arábia Saudita estão a ressentir-se com o período prolongado de baixos preços do petróleo. E o seu impacto na descida das receitas do país levou Riade a recorrer a um grupo de bancos para obter financiamento, segundo fontes citadas pela Bloomberg.

De acordo com esta agência, que começou a coligir dados em 1999, é a primeira vez que a Arábia Saudita emite dívida.

A assegurar o financiamento estará um conjunto alargado de bancos internacionais, que inclui entidades financeiras dos EUA, União Europeia, Japão e China. O objectivo inicial de Riade era de obter oito mil milhões de dólares, mas dado o interesse na operação esse valor acabaria por ser revisto em alta. A operação deverá ficar fechada este mês, segundo a Bloomberg.

A operação de financiamento surge numa altura em que as autoridades preparam medidas para tornar a economia menos dependente da evolução dos preços do petróleo, como a criação de um grande fundo soberano. A redução do valor desta matéria-prima tem colocado pressão nas contas públicas da Arábia Saudita e tem levado a cortes de "rating" por parte das agências de notação financeira. Este ano, o défice orçamental do país deverá atingir os 17,8% segundo a consultora saudita Jadwa Investment, citada pela Bloomberg.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI