Mundo As cinco saídas da equipa de Trump em 15 dias

As cinco saídas da equipa de Trump em 15 dias

Nas últimas duas semanas são já cinco as saídas de elementos destacados da equipa de Donald Trump. A taxa de saídas no primeiro ano de Trump duplicou o máximo registado na administração Reagan.
Reuters Reuters Reuters Reuters Getty Images
Negócios 13 de março de 2018 às 21:00

"As pessoas vão sempre entrar e sair", escreveu Donald Trump no Twitter na semana passada justificando assim mais uma saída da sua administração. O presidente dos Estados Unidos acrescentou então que "há ainda algumas pessoas que eu quero trocar" na busca da "perfeição".

Entre saídas (mormente provocadas pelo próprio Donald Trump) e demissões feitas nestes 14 meses de presidência de Trump, o Business Insider contabiliza em 20 o número de altos membros da administração americana que fizeram as malas.

Um estudo feito pelo Brokings Institution mostra que os primeiros 12 meses de Donald Trump como presidente, a taxa de saídas (incluindo demissões) é o dobro do máximo dos últimos 40 anos alcançado na administração de Ronald Reagan. A taxa de saídas da administração Trump ascendeu a 34% no primeiro ano, o dobro dos 17% verificados em 1981 na presidência de Reagan.

Só nos últimos 15 dias foram registadas cinco saídas (não contabilizadas para efeito do primeiro ano de mandato presidencial), entre as quais de elementos destacados com Gary Cohn, conselheiro económico de Trump, ou Hope Hicks, directora de comunicação do presidente. 

Esta terça-feira, foi conhecido mais um afastamento, o de Rex Tillerson que deixará a partir de 31 de Março de chefiar a diplomacia norte-americana. 

 

 

 

 

 




A sua opinião1
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
Anónimo 14.03.2018

Ai` estao muitas vagas para os amigos da geringonca portuguesa; e` so` pedir ao chefe A. C. que ele coloca- os la` todos, como ministros, porque la` nao tem nenhum; andam todos a partar no arrizona.

pub