Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

ASAE fecha uma grande superfície e detecta taxa de incumprimento de 45%

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) encerrou uma grande superfície e verificou uma taxa de incumprimento de 45% na sua mais recente inspecção, que fiscalizou grandes superfícies de venda a retalho e por grosso em todo o país, anunciou o

Miguel Prado miguelprado@negocios.pt 28 de Junho de 2006 às 08:36
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) encerrou uma grande superfície e verificou uma taxa de incumprimento de 45% na sua mais recente inspecção, que fiscalizou grandes superfícies de venda a retalho e por grosso em todo o país, anunciou o Ministério da Economia e da Inovação em comunicado.

A operação da ASAE visou assegurar o cumprimento das normas de higiene, qualidade e segurança alimentar, bem como das regras de concorrência e preços.

O mesmo comunicado explica que a ASAE, com 58 brigadas, inspeccionou 108 grandes superfícies de Norte a Sul do país, tendo instaurado 46 processos de contra-ordenação e três processos-crime. O encerramento de uma das unidades ficou a dever-se à execução de obras que não garantiam as melhores condições para, em simultâneo, prosseguir a venda de produtos alimentares.

Foram apreendidos produtos no valor de 30 mil euros, nomeadamente electrodomésticos, artigos têxteis, brinquedos, cosméticos e géneros alimentícios. "As principais infracções registadas foram um caso de fraude sobre mercadorias, especulação e géneros alimentícios suspeitos de avaria", detalha o comunicado do Ministério, acrescentando que as inspecções detectaram também a falta de um sistema de auto controlo de géneros alimentícios, deficiente rotulagem e falta de tradução para português e más condições sanitárias.

A ASAE foi criada no final do ano passado e até Maio tinha já apreendido produtos no valor de 2,7 milhões de euros, tendo estado em campo mais de mil brigadas. Numa entrevista publicada no final de Maio no Jornal de Negócios, o presidente da ASAE, António Nunes, disse ser intenção da entidade reforçar a formação dos inspectores, investindo 1,7 milhões de euros no próximo ano.

Ver comentários
Outras Notícias