Política Assunção Cristas valoriza "boa convergência" com Rui Rio

Assunção Cristas valoriza "boa convergência" com Rui Rio

A presidente do CDS-PP disse hoje valorizar a "boa convergência de pensamento" com o novo líder do PSD, Rui Rio, sublinhando que ouviu "com agrado" a coincidência de temas enunciados no discurso de encerramento do congresso social-democrata.
Assunção Cristas valoriza "boa convergência" com Rui Rio
Lusa
Lusa 18 de fevereiro de 2018 às 16:38

"Ouvi com muita atenção o discurso, e com agrado, porque pudemos constatar que muitos temas aqui trazidos pelo novo líder do PSD vão na linha do trabalho que o CDS tem vindo a fazer, consistentemente e há muitos anos, e de forma mais intensa de há dois anos a esta parte, em que nos temos focado nas preocupações do dia-a-dia", afirmou Assunção Cristas

 

Após ouvir a intervenção de Rui Rio, no Centro Congressos de Lisboa, a líder do CDS recusou que haja uma ocupação do espaço dos centristas e sublinhou que os dois partidos devem trabalhar para no seu conjunto terem os 116 deputados que compõem a maioria do parlamento.

 

Assunção Cristas salientou a "boa convergência de pensamento" com as preocupações de Rui Rio que ficaram hoje patentes, sejam as questões da saúde, da educação, da natalidade, às questões do envelhecimento activo, do interior, da coesão territorial.

 

"Temos aqui um partido que é um partido amigo, que é um partido parceiro, com o qual esperamos poder derrotar as esquerdas unidas e ter uma verdadeira alternativa para os portugueses no futuro", declarou.

 

A presidente centrista desejou que a liderança de Rui Rio "seja bem-sucedida", para "um PSD forte".

 

"Também a trabalhar para ter um CDS muito forte, e entendemos que os dois em conjunto podemos fazer a diferença em Portugal", disse.

 

Assunção Cristas insistiu que a coincidência de temas é positiva: "Quer dizer que aquilo que o CDS vem falando e muitas vezes não é porventura tão valorizado por todos, com duas vozes a dizer o mesmo será certamente mais valorizado".

 

A líder do CDS foi ao encerramento do Congresso do PSD acompanhada pelos vice-presidentes Adolfo Mesquita Nunes e Nuno Melo, e pelo deputado e dirigente Álvaro Castelo Branco.




A sua opinião3
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
comentários mais recentes
A geringonça foi uma dádiva de Deus.Sorte do Povo 18.02.2018

O povo não os vai branquear,destruíram o País e tem a lata de dizer que é a geringonça,vão corridos outra vez com mais votos.

Anónimo 18.02.2018

Assunção Cristas quer boleia do PSD como teve no governo de Passos Coelho,só assim conseguiu estar no governo e desempenhar o pior papel como Ministra da Agricultura. Nomeou familiares e amigos para os cargos de Direção. Devia dar-lhe outros cargos na câmara de Lisboa.Fazia um favor aos funcionarios

eleitor 18.02.2018

IRREVOGAVELMENTE.....Claro !!!!!!!

pub