Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Assunção Cristas afirma que Governo já aumentou e continua a aumentar impostos

A líder do CDS-PP, Assunção Cristas, afirmou que o Governo PS, ao contrário do que diz, já aumentou e continua a aumentar "vários" impostos.

Isabel Santiago Henriques
Lusa 03 de Maio de 2016 às 00:56
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

"O PS já aumentou vários impostos. Quando olhamos para o imposto sobre o gasóleo e a gasolina, vemos que já os aumentou, ou quando vemos o PS retirar o quociente familiar do IRS, aumentou impostos para muitas famílias", frisou a líder do CDS-PP na segunda-feira, 2 de Maio, à margem do debate no Clube dos Pensadores, em Vila Nova de Gaia.

 

Segundo Assunção Cristas, as promessas eleitorais do PS "já começaram a cair" no Orçamento de Estado.

 

Quanto ao imposto sobre os produtos petrolíferos (ISP), a líder centrista disse que o partido já pediu ao ministro Adjunto Eduardo Cabrita para ir à Assembleia da República explicar em que moldes fará a sua revisão.

 

"Aquilo que afirmaram no debate do Orçamento de Estado é que este imposto seria neutro, se aumentasse o preço do combustível diminuiria o preço do imposto, mas ainda não vimos ser tomada nenhuma medida", sustentou.

 

O aumento do ISP foi aprovado no Orçamento do Estado para 2016. O Governo comprometeu-se então a rever trimestralmente o valor do imposto em função da variação do preço base dos produtos petrolíferos.

 

A líder do CDS-PP adiantou ainda já ter questionado o primeiro-ministro sobre a possibilidade de reintrodução do imposto sucessório, mas ainda não obteve respostas. "Fiquei com a convicção de que mais cedo ou mais tarde vamos ter novo imposto sucessório no país", frisou.

 

Assunção Cristas realçou ainda que as contas do Governo não a deixam "tranquila e sossegada" porque o que aparece nas previsões e o que aparece nos resultados "normalmente não é simpático" e não deixa o país sereno para o futuro. E ressalvou: "o país tem as poupanças de rastos".

 

Quanto ao programa de estabilidade, a líder centrista considerou "incompreensível" que os partidos que apoiam o Governo no Orçamento de Estado depois não venham dizer o que pensam do programa. "Gostem ou não gostem da nossa presença na União Europeia, a verdade é que nos lá estamos e o partido que lidera esta larga coligação é europeísta. Se os outros não são, pelo menos, toleram esse europeísmo", frisou.

 

Na sua opinião, PS, PCP, BE e Verdes "estão juntinhos" nos documentos que vinculam o país. 

Ver comentários
Saber mais CDS-PP Assunção Cristas Orçamento de Estado política orçamento do estado e impostos
Outras Notícias