Economia Atividade industrial dos EUA contrai pela primeira vez em três anos

Atividade industrial dos EUA contrai pela primeira vez em três anos

Os dados sobre a atividade da indústria norte-americana mostraram uma contração em agosto, algo que não acontecia desde janeiro de 2016.
Atividade industrial dos EUA contrai pela primeira vez em três anos
Gonçalo Almeida 03 de setembro de 2019 às 15:59

O índice que mede a evolução da atividade industrial dos EUA ficou pela primeira vez nos últimos três anos abaixo da marca dos 50 pontos, que separa a contração da expansão. Em agosto, a leitura registou uma queda para 49,1 pontos, abaixo de todas as previsões dos economistas questionados pela Bloomberg.

O índice dos gestores de compras do ISM (Institute for Supply Management) revelou também uma queda nas encomendas para um mínimo de mais de sete anos, enquanto o índice relativo à produção encolheu para o nível mais baixo desde o final de 2015.

A situação dos EUA, no entanto, não é caso único. Este cenário de contração na atividade industrial é comum às maiores economias do mundo, incluindo Reino Unido, Alemanha, China e Japão.

A prolongada guerra comercial – que dura há mais de um ano – tem feito estragos em alguns dos setores mais preponderantes nas grandes economias, bem como toda a situação política externa, como é o caso do Brexit ou da turbulência política recente em Itália. 

Na Alemanha, o setor automóvel tem sofrido bastante com a imposição de tarifas entre os EUA e a China. No continente asiático, as tecnológicas têm sido as principais vítimas das guerra tarifária entre Washington e Pequim.  

As perspetivas de crescimento global são já as mais baixas desde a crise financeira há uma década e prevê-se uma ronda de cortes de taxas de juro entre os principais bancos centrais do mundo para sustentar a dinâmica económica.

Jerome Powell, presidente da Reserva Federal dos EUA, pode dar mais sinais sobre as suas intenções, num discurso que se vai realizar na próxima sexta-feira.

Em Wall Street, as ações ressentiram-se e aumentaram as quedas nos principais índices. A "yield" do Tesouro a 10 anos nos EUA caiu acentuadamente depois da divulgação dos dados.



pub

Marketing Automation certified by E-GOI