Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Ausência da oposição na condecoração de Durão Barroso revela "paroquialismo", diz Passos Coelho

O primeiro-ministro e presidente do PSD, Pedro Passos Coelho, considerou que os partidos da oposição revelaram "paroquialismo" ao não marcarem presença na condecoração do ex-presidente da Comissão Europeia, Durão Barroso, pelo Presidente da República, Cavaco Silva.

Lusa 04 de Novembro de 2014 às 01:25
  • Assine já 1€/1 mês
  • 13
  • ...

"É extraordinário que, tendo o Presidente da República decidido assinalar essa circunstância - numa cerimónia que, no fundo, pretende distinguir alguém que obteve essa distinção lá fora, reconhecida por todos - não tivesse havido um único partido da oposição que se tivesse feito representar nessa cerimónia", declarou Pedro Passos Coelho esta segunda-feira.

 

O primeiro-ministro falava numa conferência sobre o Orçamento do Estado para 2015 promovida pelo PSD, num hotel de Lisboa.

 

"Como isto mostra o paroquialismo, para não dizer outra coisa, de muita gente na sociedade política em que ainda habitamos", acrescentou o presidente do PSD, apontando Durão Barroso como "um português que presidiu à Comissão Europeia no período mais conturbado e difícil da própria Europa desde a II Guerra Mundial".

Ver comentários
Saber mais Presidente da República Pedro Passos Coelho Orçamento do Estado Durão Barroso Comissão Europeia Europa política
Outras Notícias