Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Bagão Félix teme fim da moeda única

Em entrevista à TSF, o político comentou a solidariedade europeia, a situação da moeda única e a dívida pública portuguesa.

Andreia Major amajor@negocios.pt 05 de Dezembro de 2011 às 18:13
  • Partilhar artigo
  • 3
  • ...
“A solidariedade europeia é um mito. Toda a gente é solidária no discurso, e depois o que é que nos vemos? Vemos Portugal a dizer que é diferente da Grécia, a Irlanda a dizer que é diferente de Portugal, a Espanha a dizer que é diferente da Irlanda, a Itália a dizer que é diferente de Espanha”, declarou Bagão Félix em entrevista à TSF.

Relativamente ao euro, o político admite o fim da moeda única, apesar de há uns meses atrás nem pôr isso em questão. “Se eu tivesse de responder a essa questão há uns meses atrás dizia que o euro nunca acabaria, agora, já não estou tão seguro. Aliás, ninguém está”, revelou Bagão Félix.

Para o político, Portugal errou relativamente ao plano de estabilidade e crescimento. “Em primeiro lugar, o pacto de estabilidade e crescimento parte de um pecado original, que é tratar países diferentes como se estivessem na mesma situação”, acrescentando que “um défice de 3% na Alemanha não é o mesmo que um défice de Portugal”.

Quanto à despesa Félix comentou que “já estamos todos cansados de reduções virtuais de despesa pública. Eu também contribuiu para isso, não me retiro”, admitiu. O político referiu que todos os governos tentam reduzir despesa desta forma “virtual”, “fazendo leis orgânicas, que todos os orçamentos têm, o anterior governo tinha e este já está a propor”.

Bagão Félix declarou ainda que temos um Estado viciado em impostos e “dopado” em despesa, afirmando que “a dívida é um doping, um estimulante”.

Ver comentários
Saber mais Bagão Félix economia política dívida euro moeda única Zona Euro solidariedade
Outras Notícias