Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Banca espanhola tem 30 mil milhões de euros em imobiliário que não consegue vender

Apenas os quatro grandes bancos vão ser capazes de resistir às perdas no sector imobiliário, defende consultora MaC.

Negócios negocios@negocios.pt 18 de Novembro de 2011 às 15:43
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
A banca espanhola tem em carteira cerca de 30 mil milhões de euros em imóveis que não consegue vender. Os bancos mais pequenos não deverão resistir às perdas com o imobiliário e apenas quatro vão sobreviver, indica a consultora MaC num artigo da agência Bloomberg.

Segundo uma análise da Exane BNP Paribas, citada pela Bloomberg, o Santander tem 9,2 mil milhões de euros em imobiliário alvo de execuções hipotecárias, isto é, casas que o banco foi recuperar por não serem pagas, e que agora não consegue vender.

O Banco Popular tem 6,05 mil milhões de euros, enquanto o BBVA e o Bankia têm entre 5 e 6 mil milhões cada um. Em cada uma das carteiras do Banco Sabadell e do Banco Español de Crédito estão também mais de 3 mil milhões de euros em imobiliário que os bancos não conseguem vender, indicam os dados do BNP Paribas.

É devido à elevada carga com imobiliário por parte dos bancos espanhóis que Pablo Cantos, administrador da consultora MaC, prevê uma alteração ao sistema financeiro espanhol.

“Estou verdadeiramente preocupado com os bancos de pequena e média dimensão, cujos negócios estão 100% centrados em Espanha e dependentes do crescimento do imobiliário”, afirmou Pablo Cantos, cita a Bloomberg no seu artigo.

Segundo as previsões do consultor, apenas quatro bancos vão resistir: o Santander, o BBVA, o La Caixa e ainda o Bankia. Estes são os únicos que vão conseguir resistir a prejuízos com o imobiliário, decorrentes da quase impossibilidade de vender casas situadas “no meio de nada” e de casas que vão precisar de 40 anos para serem vendidos.

A consolidação do sistema financeiro foi ontem defendida por Mariano Rajoy, o candidato pelo PP às eleições que vão decidir quem será o próximo primeiro-ministro de Espanha.

Ver comentários
Saber mais BBVA Santander La Caixa Bankia fusões Mariano Rajoy
Outras Notícias