Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Banco de Portugal admite voltar a rever em alta previsões de crescimento

O Governador do Banco de Portugal admitiu hoje que a autoridade monetária poderá voltar a rever em alta as suas previsões para o crescimento da economia portuguesa.

Negócios negocios@negocios.pt 12 de Setembro de 2006 às 11:55
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O Governador do Banco de Portugal admitiu hoje que a autoridade monetária poderá voltar a rever em alta as suas previsões para o crescimento da economia portuguesa.

Vítor Constâncio, que falava à margem de um encontro em Lisboa com responsáveis dos bancos centrais dos PALOP e de Timor-Leste, afirmou ser "possível que a dinâmica do segundo trimestre venha a justificar uma revisão em alta das nossas previsões", segundo a agência Reuters.

Em Julho, o Banco de Portugal havia revisto em alta a previsão do crescimento do PIB neste ano de 0,8% para 1,2%. A previsão oficial do Governo é de 1,1%.

O governador do Banco de Portugal disse ainda, segundo a Lusa, que "parece provável" que o Estado consiga cumprir o objectivo definido para o défice orçamental em 2006.  Vítor Constâncio justificou a afirmação com a evolução favorável das receitas orçamentais e também do controlo da despesa pública.

O governador disse tratar-se de um "desenvolvimento positivo", uma vez que o controlo do défice é um importante factor de credibilidade e uma condição do aumento da poupança interna e crescimento económico futuro.

As contas nacionais relativas ao segundo trimestre de 2006, divulgadas sexta-feira pelo INE, mostraram uma quebra do consumo público em termos reais.

Outras Notícias