Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

BCE volta a admitir compra de dívida às empresas para estimular economia

O Banco Central Europeu (BCE) dá sinais cada vez mais fortes de que está disposto a utilizar armas mais pesadas, além do corte das taxas de juro, para combater a pior recessão desde a II Guerra Mundial na Europa.

Susana Domingos sdomingos@negocios.pt 27 de Março de 2009 às 00:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
O Banco Central Europeu (BCE) dá sinais cada vez mais fortes de que está disposto a utilizar armas mais pesadas, além do corte das taxas de juro, para combater a pior recessão desde a II Guerra Mundial na Europa.

Além de aceitar a possibilidade de aumentar a maturidade dos empréstimos aos bancos, admite também injectar liquidez directamente nas empresas, que continuam a sentir dificuldades no acesso ao crédito junto da banca para financiarem a sua actividade e expansão.

"Uma medida que poderemos vir a tomar para reduzir a incerteza é aumentar a maturidade dos empréstimos do BCE aos bancos", afirmou ontem o vice-presidente do BCE, Lucas Papademos, numa cimeira realizada em Bruxelas para debater a situação das empresas europeias.

E acrescentou que poderá também vir a ser "autorizada a aquisição por parte do BCE de obrigações do sector privado no mercado secundário de forma a injectar liquidez e melhorar o custo de financiamento". No entanto, frisou o responsável, "nenhuma decisão foi tomada" até ao momento.







logo_empresas
Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias