Economia BE quer Rocha Andrade e Paulo Núncio a explicar fuga de 10 mil milhões de euros

BE quer Rocha Andrade e Paulo Núncio a explicar fuga de 10 mil milhões de euros

O Bloco de Esquerda pediu a audição parlamentar do secretário de Estado dos Assuntos Fiscais, Rocha Andrade, e do ex-titular da pasta, Paulo Núncio, para explicarem a "fuga de 10 mil milhões de euros" para paraísos fiscais.
BE quer Rocha Andrade e Paulo Núncio a explicar fuga de 10 mil milhões de euros
Miguel Baltazar
Lusa 21 de fevereiro de 2017 às 23:15

"O combate à fuga e evasão fiscal, sem prejuízo da necessidade de acabar com os 'offshores', passa pelo esforço de cada Estado impor garantias de transparência sobre estas operações. A explicação dos motivos desta fuga de 10 mil milhões de euros, por parte dos actuais e anteriores responsáveis pela política fiscal, é seguramente parte da exigência", refere, no requerimento, a deputada do Bloco de Esquerda Mariana Mortágua (na foto).

 

O jornal Público noticiou hoje que quase dez mil milhões de euros em transferências realizadas entre 2011 e 2014 para contas sediadas em paraísos fiscais não foram nesse período alvo de qualquer tratamento por parte da Autoridade Tributária e Aduaneira, embora tenham sido comunicadas pelos bancos à administração fiscal, como a lei obriga.

 

Citado pelo Público, o Ministério das Finanças confirmou que as "omissões" foram detectadas quando, entre finais de 2015 e o início de 2016, foi "retomado o trabalho de análise estatística e divulgação" dos valores das transferências para os centros `offshores´ e os chamados "territórios com tributação privilegiada".

 

O requerimento do Bloco de Esquerda foi enviado à presidente da Comissão de Orçamento, Finanças e Modernização Administrativa, a deputada Teresa Leal Coelho.

 

Também o PSD e o PCP pediram a audição parlamentar de Rocha Andrade e de Paulo Núncio, enquanto o PS quer ouvir só o actual secretário de Estado dos Assuntos Fiscais.

 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI