Política Belém contratou tradutora para o Conselho de Estado com Draghi

Belém contratou tradutora para o Conselho de Estado com Draghi

O presidente do BCE, Mario Draghi, que fala em inglês e com linguagem bastante técnica, vai expor perante os conselheiros a situação económica e financeira europeia.
Belém contratou tradutora para o Conselho de Estado com Draghi
REUTERS

Os serviços da Presidência da República foram obrigados a contratar uma tradutora para o Conselho de Estado, marcado para esta quinta-feira. A presença de Mario Draghi, que faz as suas intervenções em inglês, levou Belém a ter de recorrer a alguém que traduzisse para português o que o presidente do Banco Central Europeu (BCE) vem dizer sobre a situação económica e financeira europeia.


Esta é a primeira vez que um estrangeiro fala no Conselho de Estado. Para que todos entendam plenamente o presidente do BCE - que além de falar em inglês tem uma linguagem bastante técnica -, a Presidência decidiu contratar uma tradutora.


O responsável máximo da autoridade vai fazer uma intervenção inicial para os conselheiros. Depois disso, os conselheiros discutem o Programa Nacional de Reformas, o segundo ponto da agenda do primeiro Conselho de Estado desde que Marcelo Rebelo de Sousa assumiu a presidência.

Segundo o Negócios apurou, está previsto que a intervenção inicial de Mario Draghi seja disponibilizada, depois de proferida. Para o fim do Conselho de Estado está previsto um comunicado, como é usual.


Uma hora antes do Conselho de Estado, que está marcado para as 15 horas, aquele órgão consultivo do Presidente toma posse.

Mario Draghi almoça antes com Marcelo Rebelo de Sousa, o primeiro-ministro, António Costa, e o governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, que também é convidado do Conselho de Estado.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI