Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Covid-19: Boris Johnson dramatiza e admite que número de infetados é "muito mais elevado"

O primeiro-ministro britânico advertiu esta quinta-feira que a pandemia do coronavírus Covid-19 no Reino Unido poderá ter uma dimensão muito superior aos dados oficiais e indicou que "muitas famílias vão perder entes queridos".

Reuters
Pedro Curvelo pedrocurvelo@negocios.pt 12 de Março de 2020 às 17:44
  • Assine já 1€/1 mês
  • 5
  • ...

O primeiro-ministro britânico advertiu esta quinta-feira que a pandemia do coronavírus Covid-19 no Reino Unido poderá ter uma dimensão muito superior aos dados oficiais e indicou que "muitas famílias vão perder entes queridos". Boris Johnson falava numa conferência de imprensa após uma reunião com vários ministros sobre a resposta à pandemia.

Segundo a Bloomberg, as autoridades britânicas já abandonaram os esforços de conter a disseminação do vírus e irão centrar-se em adiar ao máximo a pior fase do surto, estimando que o pico surja dentro de 10 a 14 semanas.

Boris Johnson refere que o número de casos positivos de infeção no Reino Unido poderá ser "muito mais elevado" do que os 590 casos oficialmente declarados, admitindo mesmo que possam já existir 10 mil infetados.

"Esta é a pior crise de saúde pública para uma geração. Muitas mais famílias vão perder os seus entes queridos precocemente", referiu o líder do governo britânico.

Johnson indicou que "para já, não iremos determinar o encerramento de escolas" e referiu também que por enquanto não será decretada a suspensão de eventos públicos, nomeadamente desportivos.

(notícia atualizada às 18:34)

Ver comentários
Saber mais Boris Johnson Covid-19 Reino Unido
Outras Notícias