Economia Cama de cultivo ganha acesso a 50 mil euros

Cama de cultivo ganha acesso a 50 mil euros

A Noocity Growbed, uma cama de cultivo com um sistema de auto-rega integrado , venceu o último Pitch Day da Escola de Startups do Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto (UPTEC).
Cama de cultivo ganha acesso a 50 mil euros
Rui Neves 19 de fevereiro de 2016 às 15:04

A Noocity Growbed, uma cama de cultivo com um sistema de auto-rega integrado , venceu o último Pitch Day da Escola de Startups do Parque de Ciência e Tecnologia da Universidade do Porto (UPTEC).

 

Uma solução que permite aos cidadãos urbanos cultivar alimentos, de forma sustentável, em plena cidade, venceu o último "Pitch Day" da Escola de Startups do UPTEC.

 

A Noocity terá agora direito a incubar a o seu negócio em regime "cowork" no UPTEC e acesso directo à ronda de investimento da Red Angels, com montantes até 50 mil euros.

 

A ideia de negócio vencedora chama-se Noocity Growbed e é uma cama de cultivo com um sistema de sub-irrigação (auto-rega) integrado. "Com uma autonomia de três semanas, diminui consideravelmente a evaporação, a frequência da rega e permite reter água das chuvas, ajudando ao consumo até 80% menos água que uma horta convencional e possibilitando quase o dobro da produtividade. Por ser modular, pode ser utilizada individualmente ou em conjunto, permitindo várias configurações de horta e adaptando-se a diferentes tipos de espaço", de acordo com a descrição elaborada por esta "startup".

 

A Noocity - Ecologia Urbana é uma "startup" luso-brasileira focada no desenvolvimento de equipamentos eficientes para a agricultura urbana, que trabalha no sentido de "oferecer alternativas aos cidadãos urbanos para que possam cultivar alimentos, de forma sustentável, em plena cidade".

 

Apresentar um total de 21 ideias de negócio em 180 segundos era o desafio de 30 empreendedores presentes no Pitch Day do UPTEC, tendo sido ainda atribuídas três menções honrosas: tecnológica, criativa e bio/mar.

 

Na área tecnológica, foi seleccionado o Quant-UX, um "software" para desenvolvimento de design de interface gráfica, que se diferencia porque combina três factores: design, testes e análise de dados.

 

Na categoria das criativas, o preferido foi o Iguaneye, "startup" que criou um novo conceito de calçado: uma dupla pele protectora que cobre todas as partes do pé, permitindo caminhar confortavelmente em qualquer lugar - como se andasse descalço.

 

Já na área bio/mar, o júri seleccionou o All in Surf, um sistema de aquisição de dados de navegação aquática aplicada ao surf que permite medir e avaliar comportamentos físicos e biomecânicos do atleta.

 

A Vodafone, uma das apoiantes desta iniciativa, seleccionou, também, dois projectos para integrarem o programa Vodafone Power Lab: a Quant-UX e a Zarco, uma app para ligar os turistas a uma rede de guias locais.  

 

As candidaturas para a próxima edição da Escola de Startups do UPTEC (www.escoladestartups.org), programa de "mentoring" e formação de três meses que visa acelerar ideias de negócio, abrirão no próximo mês.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI