Justiça Câmara de Oeiras: Isaltino Morais não está relacionado com o processo que suscitou as buscas

Câmara de Oeiras: Isaltino Morais não está relacionado com o processo que suscitou as buscas

A Câmara Municipal de Oeiras emitiu um comunicado onde revela que as buscas realizadas esta quarta-feira estiveram relacionadas com um projecto que não esteve sob alçada do actual presidente da autarquia.
Câmara de Oeiras: Isaltino Morais não está relacionado com o processo que suscitou as buscas
Negócios 06 de junho de 2018 às 17:15

A Câmara Municipal de Oeiras foi alvo de buscas esta quarta-feira, 6 de Junho, avança a revista Sábado. O Ministério Público apreendeu documentos financeiros e mensagens de correio electrónico. As suspeitas estão relacionadas com tráfico de influência, corrupção passiva e activa, abuso de poder e participação económica em negócio, segundo a Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa.

 

A Câmara Municipal de Oeiras emitiu um comunicado onde revela que o alvo das buscas foi o "projecto Porto Cruz (Plano de Pormenor da Margem Direita e Foz do Rio Jamor), cuja aprovação data de 15 de Abril".

 

A autarquia continua: "este projecto teve a sua primeira deliberação camarária no dia 11 de Maio de 2004, momento em que se aprovaram os termos de referência do projecto".

 

Ora, nem numa data nem noutra o "actual presidente da Câmara exercia funções no Município de Oeiras", salienta o comunicado.

A única decisão tomada durante mandatos de Isaltino Morais prende-se com a proposta da Silcoge "de celebração de contrato de execução do Plano de Pormenor do empreendimento denominado Porto Cruz", segundo a mesma fonte.

 




pub

Marketing Automation certified by E-GOI