Autarquias Câmaras recusam gerir estradas e estacionamentos

Câmaras recusam gerir estradas e estacionamentos

Só 39 municípios, incluindo Lisboa e Cascais, acolhem a totalidade das competências que o Estado quer transferir, de acordo com o Jornal de Notícias.
Câmaras recusam gerir estradas e estacionamentos
Alexander De Leon Battista
Negócios 29 de janeiro de 2019 às 09:04

Apenas 39 municípios, de um total de 188 ouvidos pelo JN, aceitam todas as competências que o Estado decidiu transferir para o poder local.

De acordo com o Jornal de Notícias, praticamente todos os autarcas criticam a indefinição dos meios financeiros que terão para executar as funções.

Em causa está a exploração de jogos, justiça, associações de bombeiros e gestão da habitação, praias, estruturas de atendimento, vias de comunicação, património do Estado sem uso e do estacionamento público.

Os municípios têm de responder até dia 2 de fevereiro. Dos 39 que aceitam exercer todas as tarefas 32 são do PS, incluindo Lisboa ou Coimbra. Há 80 municípios que rejeitam a transferência de tarefas e seis querem manter a recusa em 2020, incluindo Porto, Évora ou Santiago do Cacém.

A fiscalização do estacionamento é a competência mais rejeitada, essencialmente por falta de meios.




Saber mais e Alertas
pub

Marketing Automation certified by E-GOI