Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Católica: Recessão será de 3,2% este ano

A ligeira melhoria da previsão, "face aos 3,5%" antecipados em Janeiro, deve-se a projecções marginalmente mais favoráveis para a zona euro, à queda das taxas de juro e a um esforço orçamental menos recessivo.

Helena Garrido Helenagarrido@negocios.pt 18 de Abril de 2012 às 18:15
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...
A actividade económica portuguesa deverá registar uma quebra de 3,2% este ano, para um intervalo que vai de uma redução de 2,7% a 3,7%. Estas são as previsões do núcleo de estudos de conjuntura da Universidade Católica (NECEP), que consagram uma ligeira melhoria (0,2 pontos percentuais) relativamente ao previsto em Janeiro. O ano de 2013 será ainda de recessão.

“A ligeira melhoria da nossa previsão resulta de uma também ligeira melhoria das projecções para a zona euro, de uma quebra das taxas de juro e ainda de um previsível insuficiente esforço orçamental, que deverá assim ser menos recessivo do que se antecipava”, escreve o NECEP na sua folha trimestral de conjuntura.

Ainda de acordo com o NECEP, a economia portuguesa deverá ter registado uma contracção de 0,9% no primeiro trimestre deste ano face aos últimos três meses de 2011 e uma queda de 3% relativamente a igual trimestre do ano anterior.

O primeiro trimestre deste ano terá assim registado uma quebra em cadeia menos acentuada do que a observada no quarto trimestre de 2011 (menos 1,3%). Um alívio que se foi observando “à medida que os agentes foram interiorizando o novo quadro orçamental”.

Para 2013, o NECEP antecipa ainda um cenário de recessão sendo, como sublinha, a única entidade a fazê-lo. Reconhecendo que se está perante um cenário de elevada incerteza, o núcleo da Católica justifica essa sua perspectiva com a necessidade adicional de consolidação orçamental em 2013, o prolongamento das dificuldades de financiamento e um efeito base significativo.
Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias