Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Catroga: "Famílias e empresas portuguesas já não aguentam mais impostos"

Eduardo Catroga acredita que Portugal vai continuar no euro mas reconhece que a situação ainda vai piorar antes de ficar melhor.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 12 de Janeiro de 2012 às 00:06
  • Partilhar artigo
  • 16
  • ...
Eduardo Catroga, em entrevista à RTP Informação, afirmou esta noite que “as famílias e as empresas portuguesas já não aguentam mais impostos”, uma vez que a “carga fiscal em função do rendimento, já é superior à verificada nos países nórdicos”.

Ainda assim, não descarta a possibilidade do Governo aplicar uma nova sobretaxa sobre os subsídios dos trabalhadores portugueses no privado. “Pode acontecer. Todas as medidas de emergência são aceitáveis, desde que transitórias”, disse Catroga, afirmando que a execução orçamental “em 2012 é extraordinariamente desafiante e difícil”, citando o objectivo de passar de um défice (sem medidas extraordinárias) acima de 7% em 2011 para 4,5% em 2012, “num contexto de abrandamento da economia a nível europeu”.

“É um orçamento muito difícil”, reconheceu Catroga, afirmando que “estamos numa situação em que é preciso recuperar a credibilidade externa” e considerando que nesta altura “estão a ser criadas as condições para financiar a economia portuguesa”, pois “não temos outra alternativa”.

Questionado se acredita que Portugal vai continuar no euro, Catroga revelou que “vai” e o “euro vai continuar”.

Contudo, “não nos iludamos, isto ainda vai piorar antes de melhorar”, alertou, acrescentando que “as crises são períodos de desinfecção dos excessos”.

“Temos a desgraça de ter tido governantes que pensavam que as dívidas não eram para ser pagas”, lamentou.

Ver comentários
Saber mais Catroga famílias crise impostos empresas
Outras Notícias