Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Cavaco diz que Portugal poderá "escapar" à recessão técnica

O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, considerou hoje que Portugal "poderá escapar à recessão técnica", revelando que as indicações que dispõe apontam já para um crescimento positivo da economia no primeiro trimestre deste ano.

Lusa 12 de Março de 2010 às 17:14
  • Partilhar artigo
  • 6
  • ...
O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, considerou hoje que Portugal "poderá escapar à recessão técnica", revelando que as indicações que dispõe apontam já para um crescimento positivo da economia no primeiro trimestre deste ano.

"Penso que Portugal poderá escapar à recessão técnica", afirmou Cavaco Silva em declarações aos jornalistas em Moura, quando questionado sobre os números do Instituto Nacional de Estatística divulgados quinta feira que apontam para uma queda de 0,2% da economia no último trimestre de 2009.

Reconhecendo que "não são números felizes", o chefe de Estado recordou, contudo, que a recessão técnica significa dois trimestres consecutivos de crescimento negativo.

"Temos de trabalhar todos para inverter essa situação e penso que nós somos capazes", sublinhou, lembrando que a previsão inicial do INE apontava para uma estagnação da economia no quatro trimestre.

Apesar disso, revelou, as indicações que dispõe apontam já para um crescimento positivo no primeiro trimestre deste ano.

"As indicações que me trazem é de que no primeiro trimestre deste ano o crescimento já será positivo", declarou, insistindo que os portugueses têm de "ultrapassar as dificuldades".

"Nós temos que vencer", sublinhou, reiterando que fará tudo o que estiver ao seu alcance para mobilizar empresários, agentes locais e sociais para a rápida recuperação económica do país e a criação de emprego.

Aliás, acrescentou, essa é uma das razões porque tem realizado iniciativas como os Roteiros.

Cavaco Silva falava aos jornalistas em Moura, concelho escolhido para arrancar esta manhã com a quarta jornada do Roteiro para a Juventude.

Ver comentários
Outras Notícias