Economia Cavaco Silva congratula-se com medidas do Governo para a natalidade

Cavaco Silva congratula-se com medidas do Governo para a natalidade

O Presidente da República, Cavaco Silva, congratulou-se hoje, em declarações à TSF, com as medidas anunciadas pelo Governo para apoiar a natalidade, lembrando que "o que está em causa" é o futuro de Portugal.
Negócios com Lusa 20 de julho de 2007 às 22:11

O Presidente da República, Cavaco Silva, congratulou-se hoje, em declarações à TSF, com as medidas anunciadas pelo Governo para apoiar a natalidade, lembrando que "o que está em causa" é o futuro de Portugal.

"Só posso congratular-me com as medidas que foram hoje anunciadas de apoio à natalidade", declarou Cavaco Silva, lembrando que "já tinha chamado à atenção para a queda dramática da taxa da natalidade" que se verifica no País.

"Eu espero que a comunicação social comece a dedicar mais espaço à defesa da vida e ao estímulo à natalidade do que tem feito até agora ou, pelo menos, que dedique tanto quanto tem dedicado à interrupção da gravidez", afirmou ainda o Presidente da República.

O Chefe de Estado assinalou, a propósito, que "o que está em causa é o futuro do nosso País", pois "sem crianças o nosso País vai perder população e as previsões apontam para que, em 2050, os portugueses sejam apenas 7,5 milhões".

O primeiro-ministro, José Sócrates, anunciou hoje, no Parlamento, um programa de apoio à família e à natalidade, aumentando o abono de família para as famílias com mais filhos entre o segundo e terceiro anos de vida e estendendo o abono de família aos últimos seis meses de gravidez.

Estas medidas, assegurou Sócrates, irão entrar em vigor a 01 de Setembro.