Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

CDS/PP considera ideia “pouco razoável e pouco cuidada”

Diogo Feyo, deputado do CDS/PP, considera "pouco razoável e pouco cuidada" a ideia do PS de permitir que o Fisco passe a ter acesso às transferências para "off-shores".

Carlos Filipe Mendonça carlosmendonca@mediafin.pt 05 de Janeiro de 2007 às 11:15
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Diogo Feyo, deputado do CDS/PP, considera "pouco razoável e pouco cuidada" a ideia do PS de permitir que o Fisco passe a ter acesso às transferências para "off-shores".

O Jornal de Negócios noticia hoje que o Partido Socialista vai entregar na Assembleia da República várias propostas no âmbito da discussão parlamentar sobre o levantamento do segredo bancário. Uma delas é precisamente a de obrigar os bancos a  entregarem anualmente à administração fiscal uma relação de todas as transferências de dinheiro que fazem para "off-shores.

"Parece-me que se vamos aplicar uma medida genérica como esta, é necessário perceber que há pessoas que não estão a prevaricar. Por isso é preciso ter algum cuidado do ponto de vista técnico. Visto deste ponto de vista, esta parece-me uma medida genérica, pouco razoável," defendeu o deputado popular contactado pelo Jornal de Negócios online.

Outra das propostas socialistas passa por permitir o levantamento do segredo bancário também nos casos das impugnações judiciais. Uma ideia que Diogo Feyo considera ser "despropositada".

Apesar das reservas, o deputado popular ressalva que as posições do grupo parlamentar do CDS/PP não se sustentam numa"posição de fidelidade ao no levantamento do segredo bancário", mas acrescenta que o actual modelo deve ser testado antes de ser posto em causa.

Outras Notícias