Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Centeno espera que coronavírus tenha "efeito temporário"

À entrada para a reunião do Eurogrupo, o ministro português das Finanças disse que a UE está a "monitorizar" a propagação dos casos de coronavírus e assumiu esperar que este apenas tenha um "efeito temporário".

EPA
David Santiago dsantiago@negocios.pt 17 de Fevereiro de 2020 às 14:27
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

Mário Centeno afirmou esta segunda-feira, 17 de fevereiro, que a União Europeia está a "monitorizar" a par e passo a propagação do coronavírus e adiantou que os ministros europeus das Finanças acreditam que o vírus chinês "tenha um efeito temporário" no que concerne ao impacto na economia mundial.

O também líder do Eurogrupo defendeu ainda que o foco de preocupação deve estar nos efeitos que o vírus poderá ter no longo prazo. Esta segunda-feira, a Organização Mundial do Comércio (OMC) antecipou um mau arranque de ano para o comércio mundial, cenário que poderá ser agravado pelos efeitos do coronavírus.

Em declarações feitas, em Bruxelas, antes do início do encontro do Eurogrupo de hoje, Mário Centeno adiantou que a reunião permitirá ter a "primeira discussão sobre a revisão às regras orçamentais" da UE, nomeadamente do Pacto de Estabilidade e Crescimento (PEC).

Ainda que não sejam esperadas quaisquer decisões depois do encontro desta segunda-feira, Centeno realça que é "bom" iniciar agora a discussão.

"[As regras orçamentais] estão no centro daquilo que é hoje o sucesso do euro. Ainda que a avaliação sobre o efeito destas regras seja positiva, é sempre adequado revê-las, revisitá-las", acrescentou o ministro.

Mário Centeno explicou ainda que os ministros das Finanças da moeda única vão avaliar a conjuntura económica tendo por base as projeções de inverno que a Comissão Europeia divulgou na semana passada.

Já no formato inclusivo, os ministros das Finanças dos 27 Estados-membros irão também retomar a discussão sobre o instrumento orçamental para a convergência e competitividade (BICC), chamado de orçamento da Zona Euro, designadamente o relatório pedido pelos líderes europeus sobre as "possibilidades de financiamento", em concreto a hipótese de se ir além do que está previsto nos quadros financeiros plurianuais da União.

Sobre esta questão, o comissário europeu para os Assuntos Económicos, Paolo Gentiloni, destacou como "importante" a reunião de hoje de modo a que os líderes europeus possam depois "discutir a possibilidade de uma contribuição adicional para este novo instrumento orçamental".

Ver comentários
Saber mais Mário Centeno Eurogrupo União Europeia BICC Zona Euro Coronavírus
Mais lidas
Outras Notícias