Política Centeno quer partidos a lutar por orçamento da zona euro nas eleições   

Centeno quer partidos a lutar por orçamento da zona euro nas eleições   

"Sabemos que se criarmos um orçamento para a zona euro aumentamos a convergência entre cidadãos e países, por isso, devemos nas próximas eleições europeias lutar por isso mesmo", vincou no seu discurso na Convenção Europeia do PS, em Vila Nova de Gaia, no distrito do Porto.
Centeno quer partidos a lutar por orçamento da zona euro nas eleições    
Lusa
Lusa 16 de fevereiro de 2019 às 19:38

O ministro das Finanças e presidente do Eurogrupo, Mário Centeno, considerou hoje que a criação de um orçamento para a zona Euro é importante para aumentar a convergência entre países, devendo ser tema de debate nas próximas eleições europeias.

 

"Sabemos que se criarmos um orçamento para a zona euro aumentamos a convergência entre cidadãos e países, por isso, devemos nas próximas eleições europeias lutar por isso mesmo", vincou no seu discurso na Convenção Europeia do PS, em Vila Nova de Gaia, no distrito do Porto.

 

Dizendo que todos são beneficiários do processo de construção da União Europeia, o governante insistiu que o orçamento para a zona Euro é uma "semente de esperança", acrescentando estar certo de que daqui a 20 anos será uma peça fundamental na política económica comum.

 

O orçamento para a zona euro aumenta o valor de estar no euro e no pelotão da frente da integração europeia, frisou.

 

O euro é a expressão "mais concreta" da união económica e monetária, a face mais visível do processo de integração europeia e um dos símbolos mais fortes do trajeto comum, entendeu.

Centeno ressalvou que o euro passou por momentos conturbados, mas está agora "mais forte do que nunca, mais maduro e mais animado numa perspetiva de futuro".

 

Na opinião do presidente do Eurogrupo, as pessoas sentem e veem que o euro está mais forte, lembrando que a economia da zona Euro cresce há 22 trimestres consecutivos.

 

Recorrendo a dados de um estudo, o ministro das Finanças revelou que três em quatro europeus consideraram que o euro é bom para a Europa.

 

"Para os jovens o euro é fixe e, para os mais velhos, é a moeda da estabilidade e aumento da possibilidade de poupança", salientou.

 

Em dezembro, os 27 Estados-membros da União Europeia (UE) acordaram uma reforma da zona Euro, incluindo a criação de um orçamento para os países da moeda única europeia, divulgaram a chanceler alemã, Angela Merkel, e o Presidente francês, Emmanuel Macron.

 

A criação de um orçamento comum para a zona Euro é uma proposta franco-alemã.

O objetivo é alcançar um acordo em junho de 2019 sobre as características essenciais deste orçamento, que será incluído no orçamento da UE.




pub

Marketing Automation certified by E-GOI