Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

CEO norte-americanos mais optimistas em relação à economia

Os presidentes executivos das maiores empresas dos Estados Unidos estão mais optimistas em relação à economia do país pela primeira vez no espaço de um ano, projectando uma expansão das vendas e das despesas de capital. Os executivos esperam um crescimento económico de 2,1% em 2013.

Inês Balreira inesbalreira@negocios.pt 13 de Março de 2013 às 19:47
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Os dados são avançados pela “Bussiness Roundtable”, a associação norte-americana de presidentes executivos das maiores empresas do país, que mostra que as expectativas dos executivos aumentaram para 81 pontos, comparados com 65,6 no final do último ano.

 

Dos 144 CEO que responderam ao inquérito da associação, 72% consideram que as vendas das suas empresas vão aumentar nos próximos seis meses, embora não considerem contratar mais funcionários.

 

“Os CEO prevêem melhorias económicas para os próximos seis meses, com expectativas elevadas no que toca às vendas e despesas de capitais”, considera Jim McNerney, presidente da “Business Rountable” e presidente executivo da Boeing, citado pela Bloomberg. Contudo, “a melhoria pouco significante quanto às perspectivas de contratação reflectem, no entanto, o impasse e a incerteza da conjuntura económica nos Estados Unidos”, acrescenta McNerney.

 

O inquérito revela que a taxa de executivos que considera que as vendas vão aumentar subiu para 58% e os que antevêem um aumento dos gastos com equipamento e “software” no próximo meio ano passou para 38%, comparado com os 30% do inquérito do último trimestre de 2012.

 

A percentagem dos presidentes executivos que prevê aumentar o número dos seus funcionários mantém-se estável, não registando alterações desde o último inquérito. O estudo revela ainda que 25% dos executivos pensa reduzir os salários, percentagem que diminuiu deste o último questionário elaborado pela “Bussiness Roundtable”.

 

Os dirigentes das maiores empresas norte-americanas consideram ainda que a economia do país irá aumentar 2,1%. No último trimestre apontavam para uma recuperação de 2,0%.

Ver comentários
Saber mais CEO Estados Unidos Economia
Mais lidas
Outras Notícias