Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

CGD "ganha" ao BPI e ao Santander empréstimo de 14,5 milhões à Câmara de Matosinhos

A Câmara de Matosinhos vai contratar à Caixa Geral de Depósitos um empréstimo de 14,5 milhões de euros. O banco público oferece um “spread” de 1,19%, mais baixo do que os concorrentes Santander (1,34%) e BPI (1,4%).

Paulo Duarte/Negócios
Rui Neves ruineves@negocios.pt 18 de Abril de 2016 às 12:46
  • Partilhar artigo
  • ...

A Câmara de Matosinhos, que convidou a CGD, o Santander e o BPI, a apresentarem propostas com vista à contratação de um empréstimo de 14,465 milhões de euros, deverá amanhã, 19 de Abril, em reunião extraordinária do executivo camarário, adjudicar ao banco público este pedido de financiamento.

Das três propostas recebidas pela autarquia, a da CGD "é a que apresenta as melhores condições", disponibilizando-se para emprestar o montante em causa, no prazo de 20 anos, com uma taxa de juro indexada à Euribor a 12 meses, acrescida de um "spread" de 1,19%, isenta de quaisquer comissões e com reembolso de capital constante. O Santander oferecia um "spread" de 1,34% e o BPI 1,4%.

"Considerando o valor bastante avultado de investimentos previstos nas Grandes Opções do Plano para os anos 2016 e seguintes, investimentos esses que trarão benefícios ao longo dos anos de vida útil das obras a financiar", a Câmara de Matosinhos considerou "oportuno" a contratação de um empréstimo de longo prazo que financie essas obras, de acordo com a agenda da reunião extraordinária da autarquia.

Cerca de três milhões de euros destinam-se a obras de requalificação urbanística de vias municipais, dois milhões para a reabilitação do edifício da Real Vinícola e dois milhões para o corredor verde do Leça.

O empréstimo contempla ainda intervenções na Praça de Matosinhos, Praça do Padrão da Légua, a requalificação de espaços públicos, a remodelação e recuperação do edifício da antiga Junta de Freguesia de Santa Cruz do Bispo, e o arranjo urbanístico da Praça de Angeiras, da Praça da Senhora da Hora, da Praça do Freixieiro e da Praça de Lavra.

A autarquia liderada por Guilherme Pinto (na foto) destina também 500 mil euros para a ligação do tribunal ao Estádio do Mar, 500 mil euros para a regeneração do Largo do Castelo e 300 mil euros para a reabilitação da casa da APDL (Administração dos Portos do Douro e Leixões) na Rua Conde Alto Mearim.

Ver comentários
Saber mais Câmara de Matosinhos empréstimo endividamento das autarquias CGD Santander BPI Guilherme Pinto spread bancos câmara Norte Matosinhos
Outras Notícias