Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Chipre chegou a acordo com a troika

Após horas de negociações, a troika chegou a acordo com Chipre sobre o plano de resgate. O anúncio do fim das negociações foi feito pelo presidente cipriota sem pormenores.

Negócios 25 de Março de 2013 às 00:00
  • Partilhar artigo
  • 2
  • ...

O acordo preliminar, que agora terá de ser aprovado  pelos ministros das finanças da Zona Euro, prevê uma taxa de 40% sobre os depósitos superiores a 100 mil euros no Banco de Chipre, o maior do país, revela a AFP citada pela Lusa.

 

As agências de notícias internacionais, como a Reuters e a Bloomberg, estão também a avançar com um princípio de acordo entre as autoridades cipriotas e europeias. O presidente de Chipre, Nicos Anastasiades, disse há cerca de uma hora na sua conta no Twitter que se tinha chegado a um acordo.

 

Segundo o que está a ser noticiado pelos jornais e agências noticiosas, apenas serão afectados os depósitos superiores a cem mil euros, o que responde às criticas feitas ao anterior acordo e está em linha com o que era defendido pelos restantes ministros das Finanças do euro.

 

A reunião do Eurogrupo, que tinha sido suspensa vai recomeçar, já que o acordo precisa agora da assinatura dos ministros do Euro. A directora-geral do FMI Christine Lagarde, que também está em Bruxelas, foi citada nos jornais internacionais como tendo dito que assim que exista acordo basta o Eurogrupo assinar.

 

Os deputados cipriotas aprovaram na sexta-feira dia 23 de Março a divisão do Banco Laiki em dois, passando para um os activos não recuperáveis ('bad bank') e para outra instituição os que se podem recuperar ('good bank').

 

Além disso, nessa sexta-feira, os parlamentares deram ao governo poderes para limitar os movimentos de capitais, questão que está a gerar grande controvérsia entre os economistas uma vez que tal impede os cipriotas de transferirem livremente os seus euros para outros países da União Monetária.

 

Foi ainda viabilizada a criação de um Fundo Nacional de Solidariedade para onde serão transferidos activos que servirão para realizar emissões obrigacionistas de emergência.

 

Durante todo o dia de sábado as autoridades cipriotas estiveram reunidas com representantes da designada troika (que inclui FMI, Comissão Europeia e BCE) não tendo conseguido chegar a um acordo final.

 

Na tarde de domingo o presidente do Chipre Nicos Anastasiades  participou em várias reuniões com a directora-geral do FMI e os presidentes do BCE, Comissão Europeia, Conselho Europeu e Eurogrupo. Jantou com José Manuel Durão Barroso e Herman van Rompuy onde terá sido finalizado o entendimento.

 

Chipre precisa de conseguir 5,8 mil milhões de euros para que o FMI e a Zona Euro lhe emprestem dez mil milhões de euros. O acordo tem de estar concluído até segunda-feira caso contrário o BCE deixará de fornecer liquidez aos bancos cipriotas na terça. A banca cipriota, que representa quatro a seis vezes o PIB de Chipre, corria o risco de colapsar e o país de sair do euro.

 

O parlamento cipriota tinha rejeitado na terça-feira 19 de Março, o plano de resgate aprovado no Eurogrupo que consagrava uma taxa de 6,75% sobre os depósitos abaixo de cem mil euros e de 9,5% acima daquele valor. Esta receita garantiria boa parte dos 5,8 mil milhões de euros que o Chipre precisa para obter o empréstimo de 10 mil milhões de euros dos países do euro e do FMI, em linha com as condições colocadas pelo Eurogrupo na reunião de 16 de Março .

 

Os bancos cipriotas estão encerrados desde segunda-feira dia 18 de Março e espera-se que reabram as suas portas na terça-feira 26 de Março. Com os bancos encerrados há oito dias, os cipriotas já enfrentam problemas de liquidez. De acordo com o que tem sido reportado pelo Cyprus Mail, os supermercados começam a ter dificuldades em repor stocks uma vez que os fornecedores só aceitam pagamento em dinheiro. Os supermercados têm aceite pagamentos em cheque com cartões electrónicos.

 

No oriente o euro negociou a a subir na sequência das notícias de que foi obtido um acordo para resgatar Chipre.

 

(notícia actualizada às 00:50)

Ver comentários
Saber mais Chipre Eurogrupo Zona Euro
Outras Notícias