Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Cidades italianas restringem automóveis devido à poluição

Roma e Milão vão restringir os automóveis durante os próximos três dias devido ao aumento dos níveis de "smog" (tipo de poluição que se assemelha a nevoeiro).

Mercado prestes a encerrar para Itália e Espanha
André Vinagre andrevinagre@negocios.pt 28 de Dezembro de 2015 às 14:27
  • Assine já 1€/1 mês
  • 1
  • ...

As cidades italianas de Roma e Milão vão tentar, durante esta semana, reduzir os níveis de "smog" restringindo o acesso de veículos, escreve esta segunda-feira, 28 de Dezembro, a BBC.

 

Milão vai proibir a entrada de veículos e motociclos durante seis horas por dia durante os próximos três dias, entre as 10:00 e as 16:00. Já em Roma, a abordagem é diferente: os carros cuja matrícula termine em número ímpar são impedidos de entrar na cidade por nove horas esta segunda-feira e os automóveis cuja matrícula termine em número par vão ser barrados por nove horas na terça-feira.

 

Na capital italiana, os carros "amigos do ambiente", como os híbridos, são a excepção, podendo continuar a circular. Em Milão, as autoridades introduziram um bilhete de transportes públicos especial "anti-smog" válido para todo o dia com o preço de 1,50 euros.

 

A medida foi anunciada na semana passada e o presidente da câmara de Milão, Giuliano Pisapia, disse através de um comunicado citado pela BBC que "nestes dias de grande emergência, não podemos ficar indiferentes".

 

De acordo com a Agência Europeia do Ambiente, em 2012 Itália teve o maior número de mortes a nível europeu derivadas da poluição, com 84 mil pessoas a falecer prematuramente devido à má qualidade do ar. Milão foi considerada a cidade mais poluída da Europa em 2008 e continua a ser uma das cidades mais poluídas do continente.

Ver comentários
Saber mais Roma Milão Itália poluição
Outras Notícias