Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Cinco membros do Governo de Sócrates vão ser constituídos arguidos

Teixeira dos Santos, António Mendonça, Mário Lino, Paulo Campos e Carlos Costa Pina vão ser constituídos arguidos no processo judicial que investiga os negócios da Parcerias Público-Privadas, avança a Sábado.

Negócios jng@negocios.pt 16 de Maio de 2019 às 10:52
  • Assine já 1€/1 mês
  • 34
  • ...

Almerindo Marques, antigo presidente da Estradas de Portugal, contou ao Ministério Público vários pormenores sobre o negócio das Parcerias Público-Privadas, levando a investigação ao caso para uma nova fase, que vai conduzir à constituição de arguidos.

 

Segundo a revista Sábado, que publica esta quinta-feira uma investigação sobre este testemunho "explosivo", o Ministério Público deu ordem para a constituição como arguidos de três ex-ministros dos governos de José Sócrates e dois antigos secretários de Estado.


São eles Teixeira dos Santos, António Mendonça, Mário Lino, Paulo Campos e Carlos Costa Pina.

 

Segundo a Sábado, a ordem já foi dada, em despacho, pela procuradora responsável por este processo judicial que investiga os negócios das Parcerias Público-Privadas.

Almerindo Marques fez um "depoimento explosivo" a 12 de abril deste ano no Tribunal Central de Instrução Criminal, contando, por exemplo, como recebeu ordens para destruir documentos. 

 

O despacho do Ministério Público diz que há crimes e que foram pagos 466 milhões de euros suspeitos, que dizem respeito a acordos para concessões rodoviárias efetuados entre 2009 e 2011, revela a Sábado, num artigo que pode ler aqui.

Ver comentários
Saber mais Almerindo Marques Parcerias Público Privadas Ministério Público António Mendonça José Sócrates Teixeira dos Santos Carlos Costa Pina Mário Lino Paulo Campos Parcerias Público-Privadas
Mais lidas
Outras Notícias