Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Clinton reclama vitória histórica ao garantir nomeação pelos democratas

A ex-secretária de Estado norte-americana Hillary Clinton confirmou hoje que conseguiu os apoios suficientes para ser nomeada candidata do Partido Democrata nas eleições presidenciais dos Estados Unidos deste ano.

A carregar o vídeo ...
Lusa 08 de Junho de 2016 às 07:50
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Falando perante apoiantes em Nova Iorque, Clinton afirmou que "pela primeira vez na história" dos Estados Unidos da América "uma mulher será nomeada por um grande partido" como candidata à Casa Branca.

 

A ex-secretária de Estado norte-americana falava depois de se saber que ganhou as primárias de terça-feira do Partido Democrata no estado de Nova Jersey.

 

Ainda na terça-feira, e antes da realização das primárias, diversos meios de comunicação social dos EUA haviam já calculado que Clinton possuía já os apoios necessários para ser nomeada a candidata do Partido Democrata nas eleições presidenciais de Novembro.

 

Depois de reivindicar a vitória nas primárias democratas deste ano, Hillary Clinton dirigiu-se ao seu rival nesta corrida interna, o senador Bernie Sanders, a quem deu os parabéns "pela sua extraordinária campanha".

 

"O senador Sanders, a sua campanha e o vigoroso debate que tivemos (...) foram muito positivos para o Partido Democrata e para a América", afirmou.

 

"Acreditamos que somos mais fortes juntos", disse ainda, insistindo em que as eleições deste ano "não são sobre as mesmas velhas lutas entre democratas e republicanos": "São sobre aquilo que somos como nação", considerou.

 


Clinton criticou Donald Trump, que deverá ser o candidato do Partido Republicano nas eleições presidenciais, considerando-o "temperamentalmente" desadequado para o cargo de Presidente dos EUA. "A opção é clara", vincou.

 

Além de Nova Jersey, houve também primárias do Partido Democrata na Califórnia, Dakota do Sul e do Norte, Novo México e Montana.

 

Segundo as projecções das televisões, Clinton ganhou em Nova Jersey e Novo México. Já Bernie Sanders venceu na Dakota do Norte e ainda não existem projecções ou resultados definitivos na Califórnia, Dakota do Sul e Montana.

 

Do lado republicano, onde Donald Trump é agora o único candidato, houve também primárias em vários estados, com o milionário a eleger mais delegados em Nova Jersey, Novo México, Dakota do Sul, Montana e Califórnia, naquela que foi a última jornada eleitoral antes da convenção nacional do partido.

 

Apesar de Trump ser o único que se mantém na corrida, os eleitores do Partido Republicano podiam continuar a votar nos candidatos que entretanto suspenderam as suas campanhas.

 

No entanto, o milionário tem já eleitos, desde Maio, os delegados à convenção nacional suficientes para ser automaticamente nomeado candidato à Casa Branca.

 

Num discurso perante apoiantes em Nova Iorque, Trump disse na terça-feira que venceu num "sistema manipulado", considerou que o Sanders enfrentou os mesmos obstáculos e disse que receberá os seguidores do senador "de braços abertos".

 

"Os Clinton conseguiram fazer do enriquecimento pessoal uma forma de arte", afirmou o milionário, anunciando uma conferência de imprensa para a próxima semana em que, alegadamente, vai tornar públicos segredos de Hillary Clinton e do ex-Presidente Bill Clinton.

 

Ver comentários
Saber mais Nova Iorque Estados Unidos da América Casa Branca Hillary Clinton Bernie Sanders Donald Trump Partido Republicano
Outras Notícias