Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Comissão Europeia vai facilitar desenvolvimento do Powerline

A Comissão Europeia anunciou hoje que vai facilitar o desenvolvimento da banda larga através da rede eléctrica, uma tecnologia conhecida por Powerline, recomendando aos países da União Europeia que clarifiquem as regras deste novo serviço, que está ainda

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 08 de Abril de 2005 às 16:24

A Comissão Europeia anunciou hoje que vai facilitar o desenvolvimento da banda larga através da rede eléctrica, uma tecnologia conhecida por Powerline, recomendando aos países da União Europeia que clarifiquem as regras deste novo serviço, que está ainda em fase de desenvolvimento, mas «tem um enorme potencial».

Num comunicado, a Comissão diz que utilizar a rede eléctrica para fornecer serviços de acesso à Internet em banda larga vai passar a ser mais fácil devido a uma recomendação que hoje emitiu.

A recomendação enviada aos países da UE visa «clarificar as regras na utilização das linhas eléctricas para transportar dados electrónicos», sendo o objectivo da Comissão aumentar a concorrência, abrindo o mercado a novos fornecedores de Internet de Banda Larga via rede eléctrica.

A Comissão lembra que esta tecnologia está a ser desenvolvida apenas nalgumas áreas urbanas, mas o seu «potencial é enorme», citando as 200 mil linhas eléctricas que existem na União Europeia.

Para a Comissária Europeia para a Sociedade da Informação, Viviane Reding, «um bom acesso à Internet em alta velocidade é vital para sustentar a competitividade da União Europeia em muitas áreas de negócios»:

«Quero assegurar que todos os fornecedores possam explorar todas as possibilidades tecnológicas, que na juntemos forças na UE para aumentar o desenvolvimento da banda larga», acrescentou.

Já o vice-presidente da Comissão Europeia, Verheugen, diz que o pré-requisito para o desenvolvimento desta tecnologia é a existência de uma «regulação clara e equilibrada, para atrair novos ‘players’ e novos investimentos» ao Powerline. O responsável assegurou que a Comissão vai claramente assegurar isso.

A Comissão acrescenta que em vários países, a principal entrada neste mercado deveu-se às incertezas sobre a regulação, pelo que recomenda aos países da UE que removam obstáculos regulatórios, sobretudo a empresas eléctricas, que visem desenvolver esta tecnologia.

Em Portugal o Powerline está a ser desenvolvido pela Energias de Portugal em conjunto com a ONI, estando o serviço no mercado, depois de uma fase de testes. Contudo a cobertura do serviço é ainda baixa.

Ver comentários
Outras Notícias
Publicidade
C•Studio