Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Nova Mesa Nacional do Bloco reúne-se domingo para discutir liderança após empate na convenção

A nova Mesa Nacional do BE, que registou um empate entre as duas maiores listas candidatas, a da actual direcção e a de Pedro Filipe Soares, reúne-se no próximo domingo para debater a futura liderança.

Alexandra Azevedo/Sábado
Lusa 23 de Novembro de 2014 às 15:44
  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...

A votação dos delegados à IX Convenção Nacional, que terminou hoje em Lisboa, ditou que cada uma das listas passa a ter 34 representantes entre os 80 membros daquele que é o órgão máximo do BE entre convenções.

 

Com este empate para a Mesa Nacional, a Convenção do Bloco de Esquerda terminou sem definir a solução de liderança do partido. No entanto, a moção mais votada, que define a estratégia do BE para os próximos dois anos, foi a da anterior direção, encabeçada pelos coordenadores João Semedo e Catarina Martins.

 

A lista B - que agrega as moções "Uma resposta de esquerda" e "Refundar o Bloco" - conseguiu sete representantes e a lista R, da moção "Reinventar o Bloco", elegeu quatro nomes.

 

Para a Comissão de Direitos registou igualmente um empate entre as moções da dupla João Semedo e Catarina Martins e de Pedro Filipe Soares, com três membros para cada uma e ainda um eleito pela lista B

 

O regulamento da Convenção Nacional do BE estipula que a mesa que dirige os trabalhos deve convidar a lista mais votada para a Mesa Nacional a intervir no final dos trabalhos.

 

A moção E, que disputa a liderança à actual direcção, defende que o modelo de coordenação com dois rostos "não provou na aceitação popular" e apresentará o modelo "de uma pessoa na coordenação", indicando para a tarefa o primeiro nome da lista, Pedro Filipe Soares.

 

Na moção U, de João Semedo e Catarina Martins, afirma-se que se esta lista for a mais votada apresentarão "junto das outras moções presentes na Mesa Nacional (MN), acordos de confiança e trabalho comum que definam uma comissão política de representação plural".

 

"Se a lista apresentada por esta moção à MN for a mais votada, a coordenação será desem­penhada pelos seus dois primeiros membros", afirma a moção U.

 

A direção cessante afirma ainda que "em nome da unidade política da representação do Bloco, os eleitos na lista desta moção não participarão em qualquer coordenação que resulte de arranjos entre moções políticas diferentes".

 

De acordo com os resultados da eleição, anunciados por Helena Pinto, a eleição para a Mesa Nacional obteve 603 votos expressos e registou 14 abstenções.

 

A lista B, de João Madeira, conseguiu 51 votos e a lista R 32.

 

A lista proposta por Pedro Filipe Soares venceu a Comissão de Direitos, órgão de jurisdição do partido, obtendo 258 votos, entre 617.

 

A lista da direcção cessante obteve 252 votos, a lista B, de João Madeira, teve 50 votos e a lista R 40, registando-se 14 abstenções, dois votos em branco e um nulo.

 

Ver comentários
Outras Notícias