Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Coronavírus: Não ficou descansado, mas Jerónimo vai apoiar medidas de Costa

Jerónimo de Sousa não saiu descansado da reunião com António Costa. Pediu um reforço do Serviço Nacional de Saúde e recusou medidas que ponham em causa os direitos dos trabalhadores. Mas no final comprometeu-se a apoiar as medidas do Governo.

Lusa
Susana Paula susanapaula@negocios.pt 12 de Março de 2020 às 18:13
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
Depois da reunião com o primeiro-ministro descansado, mas o secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, garantiu que os comunistas vão apoiar o Governo para tentar conter o novo coronavírus, sem querer adiantar ainda quais são as medidas em cima da mesa. 

"Não queria antecipar-me ao primeiro-ministro. Da parte do PCP não faltará nenhum apoio, nenhuma proposta, para que o nosso povo saia desta curva", afirmou Jerónimo de Sousa, depois de uma reunião com o chefe de Governo em São Bento, que decorreu nesta quinta-feira, 12 de março.

O secretário-geral do PCP admitiu que "não saiu descansado" da reunião com António Costa. Perante a "complexidade tão grande" da pandemia do novo coronavírus, Jerónimo de Sousa considerou ser "pouco avisado que tal ou tal medida vai resolver o problema".


Na reunião, o PCP defendeu um reforço no Serviço Nacional de Saúde, mas sobretudo medidas de "defesa dos salários e dos direitos dos trabalhadores", referindo que tem "dificuldade em acompanhar" medidas que ponham em causa esses direitos.

Ainda assim, sem revelar as medidas que o primeiro-ministro deverá anunciar hoje à noite, considerou que "são passos adiante". 

Ver comentários
Saber mais Jerónimo de Sousa Coronavírus PCP António Costa Governo política partidos e movimentos política (geral) governo (sistema) saúde
Outras Notícias