Política Costa: encontro com Rio "correu muito bem" mas geringonça não está em causa

Costa: encontro com Rio "correu muito bem" mas geringonça não está em causa

Depois de se reunir com o novo presidente do PSD, o primeiro-ministro disse que o encontro com Rio "correu muito bem". António Costa salienta, porém, que a via aberta a entendimentos com o PSD não coloca em causa a actual solução governativa.
A carregar o vídeo ...
Lusa 20 de fevereiro de 2018 às 16:56
O primeiro-ministro, António Costa, considerou hoje que a conversa com o presidente do PSD "correu muito bem" e foi "muito construtiva", distinguindo a actual solução governativa, que não precisa de mudar, de temas que requerem acordo político mais alargado.

"Há sempre o tempo de semear e depois o tempo de crescer, mas vamos ver como é que as coisas correm, mas foi uma conversa muito simpática, muito cortês, muito construtiva", respondeu António Costa quando questionado sobre o encontro com o novo presidente do PSD, Rui Rio, que disse ter corrido "muito bem".

O primeiro-ministro - que falava aos jornalistas já à saída da cerimónia de entrega de carros eléctricos à Administração Pública - fez questão de "separar bem e distinguir bem o que está em causa".

"Quanto à solução de Governo, está encontrada. É uma solução que funciona bem, tem produzido bons resultados na economia, bons resultados no emprego, bons resultados nas finanças públicas, bons resultados para o país, que está hoje calmo, tranquilo, confiante. Não há nenhuma razão para mudar nada", garantiu.

Para Costa, "outra coisa completamente distinta é, a par de uma solução de Governo que está consolidada e felizmente a funcionar bem", haver temas que "requerem o acordo político mais alargado possível".

"É desejável que não se limite a haver um acordo entre os partidos da maioria, mas que possa ser alargado a outras forças políticas, designadamente ao PSD", defendeu.

O primeiro-ministro deu o exemplo da "preparação do próximo quadro comunitário de apoio (2030)", e que é um horizonte muito largo e "é bom que haja um acordo entre todos".

"Em matérias essenciais à reforma do Estado, como a descentralização, é importante que haja um acordo entre todos. É nesse sentido e certamente as coisas vão correr bem", considerou.

Questionado sobre que PSD sai do 37.º congresso, que terminou domingo em Lisboa, Costa disse apenas: "o futuro o dirá. Para já a conversa hoje correu muito bem".

No final da audiência que durou quase duas horas e meia, Rui Rio admitiu que há "uma nova fase" nas relações com o PS e anunciou que irá ainda hoje indicar os interlocutores para o diálogo com o Governo nas áreas da descentralização e do futuro quadro comunitário.

"Estivemos os dois a tratar mais do que possa consubstanciar políticas positivas e não estivemos a carregar naquilo que nos divide", afirmou Rui Rio aos jornalistas.



Saber mais e Alertas
pub