Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Costa não tem prevista segunda visita a Sócrates na prisão de Évora

O secretário-geral do PS afirmou não ter previsto uma segunda visita ao ex-primeiro-ministro José Sócrates na prisão de Évora e alegou que o seu antecessor no cargo, António José Seguro, quer manter-se afastado da vida política.

Miguel Baltazar
Lusa 09 de Julho de 2015 às 22:59
  • Partilhar artigo
  • 3
  • ...

Estas posições foram assumidas por António Costa numa entrevista que concedeu esta quinta-feira à TVI, moderada por Judite de Sousa, na qual também se comprometeu a bater-se por uma mudança das regras europeias caso forme Governo em Portugal, embora de "forma construtiva", procurando alianças com outros Estados-membros, e não e uma forma unilateral como a Grécia - questão em que voltou a criticar o actual executivo PSD/CDS, acusando-o de levantar obstáculos a um acordo.

 

Já mesmo na parte final da entrevista, o líder socialista foi questionado quando é que tenciona voltar à prisão de Évora para visitar novamente o ex-primeiro-ministro. "Neste momento não tenho previsto nenhuma outra visita" a José Sócrates.

 

Interrogado se aceitava a tese de José Sócrates de que a sua prisão tem um carácter político, António Costa reiterou a necessidade de separar a política da justiça e de se respeitar de igual forma a presunção de inocência e a autonomia do Ministério Público.

 

Aliás, antes, questionado pelo advogado Paulo Sá Cunha, o secretário-geral do PS recusou a ideia de que haja uma judicialização da política com sucessivos recursos ao Tribunal Constitucional ou a providências cautelares.

 

Questionado se tenciona convidar António José Seguro para as listas de deputados do PS, António Costa disse que o seu antecessor na liderança dos socialistas deu "indicações de que deseja estar afastado da vida política".

 

"Acho que temos de respeitar essa sua vontade, mas como é evidente ele é militante do PS e contamos sempre com todos. Mas devemos também respeitar a vontade que têm de participar ao nível que entendem participar", acrescentou.

Ver comentários
Saber mais António Costa José Sócrates Tribunal Constitucional
Outras Notícias