Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Coeuré avisa que o BCE não pode alargar as maturidades da dívida grega

O membro da comissão executiva do banco central alega que as regras europeias impossibilitam qualquer mexida na dívida grega. Coueré acredita que Alexis Tsipras acabará por introduzir "reformas diferentes das esperadas".

Bloomberg
André Cabrita-Mendes andremendes@negocios.pt 29 de Janeiro de 2015 às 12:11
  • Partilhar artigo
  • 2
  • ...

O Banco Central Europeu (BCE) rejeita negociar uma reestruturação da dívida com a Grécia. A instituição de Frankfurt alega que qualquer alteração vai contra as regras europeias.

 

"A dívida da Grécia é composta por várias componentes. Em relação à dívida comprada pelo BCE no "Securities Markets Programme" em 2010, não podemos conceder sequer uma extensão das maturidades", disse o membro da comissão executiva do BCE, Benoît Coeuré, esta quinta-feira, 29 de Janeiro.

 

"Isto seria como conceder um empréstimo a um país e isso é proibido pelos tratados", fez questão de sublinhar em entrevista ao jornal italiano Corriere della Sera.

 

Benoît Coeuré apelou à Grécia para se manter no caminho das reformas e considera que, provavelmente, Alexis Tsipras vai introduzir "reformas diferentes das esperadas".

 

Os compromissos já assumidos com os parceiros europeus são para cumprir, sublinhou. "A Grécia deve continuar a sujeitar-se às regras do jogo".


Até Agosto, vão expirar 6,7 mil milhões de euros de dívida grega detida pelo BCE. A Grécia deve um total de 27 mil milhões de euros a Frankfurt.

 

A mensagem de que as regras europeias impossibilitam qualquer mexida na dívida grega já tinha sido transmitida pelo responsável francês do banco central.

 

"É absolutamente claro que não podemos concordar com qualquer redução da dívida que inclua os títulos detidos pelo BCE. Tal é impossível por razões legais", advertiu Benoît Coeuré, em entrevista ao jornal alemão Handelsblatt.

Ver comentários
Saber mais Banco Central Europeu BCE Grécia Benoît Coueuré
Outras Notícias