Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Crédito à habitação cai 14% num ano com alta nos juros

A subida das taxas de juro continua a penalizar a procura de créditos à habitação por parte das famílias portuguesas. A comprovar está o facto de o número de novos contratos para compra de casa ter voltado a cair no terceiro trimestre deste ano, uma tendê

Paulo Moutinho 22 de Dezembro de 2006 às 07:00
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A subida das taxas de juro continua a penalizar a procura de créditos à habitação por parte das famílias portuguesas. A comprovar está o facto de o número de novos contratos para compra de casa ter voltado a cair no terceiro trimestre deste ano, uma tendência já verificada desde o último trimestre do ano passado.

A quebra coincide com a subida dos indexantes utilizados nos empréstimos bancários, as taxas Euribor, que aumentaram mais de um ponto percentual no mesmo período, em virtude dos consecutivos agravamentos dos juros da Zona Euro, por parte do Banco Central Europeu (BCE).

Nos três meses terminados em 30 de Setembro, o número de empréstimos contratados para a aquisição de habitação própria permanente em Portugal Continental, Açores e Madeira, desceu para os 38.662, seguindo a tendência dos três trimestres anteriores (ver gráfico).

Comparativamente ao período homólogo de 2005, no terceiro trimestre o número de novos contratos para a compra de habitação caiu 9,4%. No mês de Setembro deste ano registaram-se 12.959 contratos, número de representa uma quebra de quase 14% face aos 15 mil registados em Setembro de 2005. Esta evolução negativa, revelada pela Direcção Geral do Tesouro (DGT), reflecte a subida das taxas Euribor, o indexante utilizado pela banca nos empréstimos à habitação.

Ver comentários
Outras Notícias