Conjuntura Crescimento na indústria acelera e no comércio abranda

Crescimento na indústria acelera e no comércio abranda

Os sectores da indústria e do retalho arrancaram o ano a crescer, embora com tendências distintas.
Crescimento na indústria acelera e no comércio abranda
Bruno Simão
Nuno Carregueiro 02 de março de 2018 às 11:22

A produção industrial cresceu 2,8% no mês de Janeiro, face ao período homólogo, o que representa uma aceleração face à subida de 0,6% verificada em Dezembro. Já as vendas no comércio a retalho subiram 5,4% no primeiro mês do ano, face a Janeiro de 2017, o que representa um abrandamento ligeiro face ao crescimento de 5,6% registado em Dezembro.


Os dados foram revelados esta sexta-feira, 2 de Março, pelo Instituto Nacional de Estatística, e sinalizam que a economia portuguesa entrou em 2018 a crescer a bom ritmo, depois de em 2017 ter registado a expansão mais forte em 17 anos.


Na comparação entre Janeiro deste ano e Dezembro de 2017 a produção industrial aumentou 2,5%, com o agrupamento de bens de consumo a registar o maior contributo.


No que diz respeito ao comércio a retalho, o abrandamento registado em Janeiro ficou a dever-se à evolução do agrupamento dos produtos alimentares, com a taxa de crescimento a abrandar 1,1 pontos percentuais para 3,1%. Nos produtos não alimentares a taxa de crescimento acelerou 6 décimas para 7,3%.


O emprego no sector do retalho aumentou 3,5% em termos homólogos, acelerando face ao registado em Dezembro (+3,3%). As remunerações dos trabalhadores do comércio a retalho aumentaram 5,9% em Janeiro (6,6% em Dezembro) e o número de horas trabalhadas subiu 1,2%.




pub