Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Crescimento dos serviços na Zona Euro abranda em Junho

O sector dos serviços na Zona Euro cresceu, em Junho, a um ritmo mais lento do que no mês anterior, uma vez que uma recuperação económica liderada pelas exportações não conseguiu gerar um aumento quer nas contratações de pessoal, quer nos gastos de consum

Ana Filipa Rego arego@negocios.pt 05 de Julho de 2004 às 11:09
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O sector dos serviços na Zona Euro cresceu, em Junho, a um ritmo mais lento do que no mês anterior, uma vez que uma recuperação económica liderada pelas exportações não conseguiu gerar um aumento quer nas contratações de pessoal, quer nos gastos de consumo.

Um índice compilado pelo NTC Reasearch para a Reuters caiu para 55,3 pontos no mês em análise, contra os 55,8 pontos em Maio.

Os economistas consultados pela Bloomberg esperavam um declínio para os 55,5 pontos.

A taxa de desemprego nos 9% – a mais elevada em quase cinco anos – está a impedir o crescimento dos gastos de consumo. Como resultado, as empresas, como a alemã SAP, estão relutantes em aumentar a procura fora dos seus mercados internos.

A indústria da Zona Euro também se expandiu a um ritmo mais lento em Junho relativamente ao mês anterior, segundo um índice revelado a semana passada.

O declínio nos serviços da região dos 12, em Junho, foi liderado pela Alemanha e pela França, duas maiores economias da zona. Na Alemanha o índice dos serviços caiu para 52,3 pontos, de 53,6 pontos, em Maio, e na França diminuiu de 58,5 pontos, para 57,9 pontos.

A falta de procura pelos consumidores significa que a Zona Euro está abaixo dos Estados Unidos da América cujo sector dos serviços – segundo economistas consultados pela agência noticiosa norte-americana – provavelmente se expandiu para 63 pontos, em Junho.

Ver comentários
Outras Notícias