Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Crise pode agravar casos de discriminação no trabalho

Pela primeira vez em Portugal, no ano passado, um sindicato foi chamado a intervir num local de trabalho para impedir a discriminação de um casal homossexual que pretendia gozar férias ao mesmo tempo.

Raquel Martins raquelmartins@negocios.pt 27 de Março de 2009 às 00:01
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Pela primeira vez em Portugal, no ano passado, um sindicato foi chamado a intervir num local de trabalho para impedir a discriminação de um casal homossexual que pretendia gozar férias ao mesmo tempo.

A empresa argumentava que esse direito apenas estava reservado aos heterossexuais, mas acabou por reconhecer, após a chamada de atenção do sindicato, que a prática era discriminatória.

O caso relatado por Wanda Guimarães, da UGT, é uma excepção. Em regra, as situações de discriminação laboral que vêm a público estão relacionados com diferenças salariais entre homens e mulheres ou com a dificuldade das trabalhadoras acederem a determinadas profissões onde os homens são maioritários.

As restantes formas de discriminação - religião, orientação sexual, entre outras - não são assumidas.







logo_empresas
Ver comentários
Outras Notícias