Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Custos de construção de habitação desaceleram em março com preço mais leve dos materiais

O preço dos materiais contribuiu de forma negativa para a variação total do índice, enquanto a mão de obra deu um empurrão positivo de 0,9 pontos percentuais.

Miguel Baltazar
Ana Batalha Oliveira anabatalha@negocios.pt 11 de Maio de 2020 às 11:31
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Os custos de construção de habitação nova aumentaram 0,6%, menos 1,5 pontos percentuais (p.p.) do que o observado no mês anterior, nota o Instituto Nacional de Estatística (INE), no boletim publicado esta segunda-feira, 11 de maio.

O Índice de Custos de Construção de Habitação Nova (ICCHN) cresceu 0,6% em março, comparando ao mesmo mês do ano anterior. É a variação homóloga mais baixa desde, pelo menos, março de 2016, a data a que recuam os dados publicados pelo INE.

No terceiro mês deste ano, "os preços dos materiais diminuíram 0,5% (-0,3% no mês anterior)" e o custo da mão de obra aumentou 2,3%, quando em fevereiro tinha subido 5,7% em fevereiro.

O preço dos materiais contribui, desta forma, negativamente em 0,3 p.p. para a variação total do índice, enquanto a mão de obra dá ao índice um empurrão positivo de 0,9 p.p. 

Olhando para a variação em cadeia, a variação dos materiais é nula, pelo que é a redução na componente de mão de obra, de 1,1 p.p., que dita a quebra mensal de 1,1%.

"A informação deste destaque, respeitante a março, reflete já parcialmente os efeitos da pandemia COVID-19 no comportamento da atividade económica", relembra ainda o INE.

Ver comentários
Saber mais Instituto Nacional de Estatística INE economia negócios e finanças macroeconomia conjuntura
Mais lidas
Outras Notícias