Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Défice externo vai disparar com subida de juros

O aumento de juros aliado ao alto endividamento externo ditará um forte aumento, em 2010, dos rendimentos pagos ao exterior que ascenderão a 6% do PIB em 2011.

Rui Peres Jorge rpjorge@negocios.pt 13 de Janeiro de 2010 às 07:38
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
O aumento de juros aliado ao alto endividamento externo ditará um forte aumento, em 2010, dos rendimentos pagos ao exterior que ascenderão a 6% do PIB em 2011.

Depois de uma redução em 2009, o défice externo da economia portuguesa vai voltar a subir em 2010, ultrapassando no ano seguinte os 11% do PIB, um valor nunca visto desde 1982, ano em que o FMI foi chamado a intervir em Portugal.


A explicar esta previsão do Banco de Portugal (BdP) divulgada ontem está essencialmente um forte aumento dos rendimentos pagos ao exterior, que vão subir para 6% do PIB em 2011, em resultado do esperado aumento das taxas de juro num contexto de elevado endividamento externo.



Os valores são mais preocupantes dada a saída lenta da crise e quase sem criação de emprego que o Banco de Portugal antevê (ver infografia e pág. 26). Os economistas da instituição alertam, aliás, para "as fragilidades de natureza estrutural ao longo da última década", destacando a Justiça e a baixa qualificação da mão-de-obra como factores penalizadores.



A estas limitações junta-se ainda o risco da actual crise ter baixado o crescimento potencial da economia - isto porque dois anos com investimento a cair e muitos milhares de pessoas fora do mercado de trabalho significam perda de competências e de avanços tecnológicos difíceis de recuperar.

logo_empresas


Ver comentários
Outras Notícias